segunda-feira, 7 de março de 2011

Semeando, Colhendo e Multiplicando Amor




A todos os amigos do Grupo Água Viva, nossa saudação em Cristo Jesus e Maria Santíssima.

Hoje volto a escrever, a fim de passar a todos nossos leitores, algumas experiências acumuladas no trabalho no grupo de oração.

Você lembra aquela passagem do Evangelho em que Jesus multiplica os pães?
Quem não lembraria!?

Mas você também deve observar que havia ali um menino, que doou 5 pães e 2 peixes. A partir desta doação, Jesus operou um milagre que saciou a fome de cinco mil homens, sem contar mulheres e crianças.

Você percebe bem? A partir de um gesto de amor de um menino, que doou toda a comida que tinha, Jesus operou um grande milagre.

É justamente assim que Deus trabalha. Semeia amor no coração das pessoas. Depois vem, colhe os frutos, e com eles espalha a salvação e inúmeros benefícios a todas as pessoas que deles necessitarem.

Quando uma pessoa reza pelos pecadores. Deus colhe este gesto de amor e providencia o necessário para a salvação das almas.

Tudo brota do amor, tudo depende do amor, porque Deus é amor.

Deus multiplica o amor que encontra no coração das pessoas, para salvar e ajudar. Quanto maior o amor, maiores os benefícios.

Por outro lado, quando inexiste amor, não há o que multiplicar, e aquela alma fica ociosa, e prejudicando as demais.

Portanto, é necessário que, a partir da semente de amor que Deus deposita em nós, façamos dar fruto, fertilizando as sementes divinas com a Palavra, com as boas obras e com as práticas de caridade. Para que Deus, quando vier, colha e espalhe nosso amor pelo mundo.

Não podemos desprezar a semente divina depositada em nossos corações. Precisamos fazê-la frutificar, para que o Semeador colha o fruto devido e assim promova a redenção do mundo.

Se uma árvore não dá bons frutos, você sabe, o Semeador a corta.

Tudo é a custa de amor. É o amor que solve (paga) todas as dívidas. Jesus ganhou nossa salvação com o amor, amando-nos ao extremo, até à morte, e morte de cruz.

Logo, na vida, tudo se paga com amor. O amor é a moeda universal da redenção. Como amor se paga, com amor salva, com amor se vence.

Algumas pessoas dizem: “porque vou ajudar uma pessoa que nem conheço?”. A resposta é: “por amor”.

Certa vez um homem contemplava a Madre Tereza de Calcutá dando banho em um leproso. Impressionado, o homem disse: “Não ponho a mão numa pessoa assim nem por um milhão de dólares!”. A notável Madre Tereza respondeu: “eu também não, por um milhão, nem pensar, eu faço isso por amor.”

Assim, observando que Deus é Amor, nós precisamos amar. Amar ao próximo (todas as pessoas) como a nós mesmos. Dedicar tempo e orações por aqueles que amamos, mas também por aqueles que sequer conhecemos.

Ouvimos diariamente notícias sobre pessoas que sofrem, com tragédias, acidentes, enchentes, terremotos, guerras, epidemias. Teremos amor por estas pessoas, se rezarmos por elas, e praticamos gestos efetivos de auxílio e solidariedade.

Desta forma, todos saberão que somos discípulos de Jesus, se tivermos amor uns pelos outros.

Outra nota importante é esta que achei no Diário de Santa Faustina, a saber:

"890. O amor é um mistério que transforma tudo o que toca, em coisas belas e agradáveis a Deus. O amor de Deus torna a alma livre. É como um rei que não conhece escravidão, empreende tudo com grande liberdade de alma, pois o amor que mora nela é estímulo para a ação. Tudo que a cerca dá-lhe conhecer que somente Deus é digno do amor dela. A alma que ama a Deus e n'Ele submerge, cumpre seus deveres com a mesma disposição com que vai à Santa Comunhão, executando mesmo as tarefas mais simples com grande zelo, sob o olhar amoroso de Deus. Ela não se perturba com coisa alguma, depois de algum tempo, parece não ter dado certo. Mantém-se tranquila, porque no momento de agir fez o que estava ao seu alcance. Quando acontece que a abandona a presença viva de Deus, da qual goza quase continuamente, ela procura então viver com a fé viva. A alma compreende que há momentos de descanso e momentos de luta. Por sua vontade, ela estaria sempre com Deus. Essa alma é como um cavaleiro, exercitado na luta: percebe de longe onde está escondido o inimigo e está pronta para a luta. Ela sabe que não está sozinha, Deus é a sua força."


Por último, observo que não é possível amar sem sofrer. Nem sabe amar aquele que não aceita o sofrimento.

Tenham todos uma ótima semana.

A Paz de Jesus e o Amor de Maria.

Um comentário:

  1. Muito bom o Texto !
    conheci esse site por um video no youtube
    continuem evagelizando assim
    parabens !

    João Paulo Campos - Ipatinga - MG

    ResponderExcluir

Este BLOG foi útil para você? Deixe seu testemunho! Sua opinião é muito importante para nós.