quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Quem Pode Ser Feliz?





A busca da felicidade é o motivo pelo qual empreendemos grandes esforços, inclusive, fazendo coisas erradas ou utilizando-se da mentira para atingir nossos propósitos, nossos objetivos. Muitas coisas fazemos, umas certas outras não, mas a felicidade onde está? Por que não alcançamos a felicidade? Porque estamos sempre queixosos e murmurantes, reclamando disso ou daquilo?

Antes de responder a esta pergunta é preciso saber o que é, na verdade, a felicidade.

Quando a Associação do Senhor Jesus lançou a minissérie “A Última Semana”, retratando os últimos dias de Jesus antes de sua crucificação, ganhou muito destaque a cena em que Jesus lava os pés de seus discípulos. Ao terminar de lavar os pés de Simão Pedro, Jesus pôs-se de pé e falou: “As pessoas imaginam que para ser feliz é preciso possuir muitos bens. Este é um engano muito sério. Para ser feliz é preciso se fazer servidor do próximo.” Esta cena me marcou muito, pois demonstra muito bem a cegueira do mundo, em que as pessoas buscam com grande ânsia e desatino os bens materiais, mesmo sabendo que “da vida nada se leva”, deixando de lado os bens eternos e as riquezas espirituais.

Muitas vezes, realizamos um grande esforço para a aquisição de um bem material, sendo que, logo após o conseguirmos, já começamos a perder o gosto. Veja o exemplo do carro novo, nos primeiros dias é um orgulho só, passados alguns meses o efeito “carro novo” passa e só ficam as incontáveis prestações. O mesmo ocorre em relação às roupas e demais bens temporais, tudo passa, tudo estraga, tudo fica velho, tudo sai de moda. A decepção que sentimos é decorrente de uma constatação: nós, os seres humanos, não fomos criados para gozar de bens caducos, mas de bens eternos.

Portanto, o que primeiro se deve ter em mente é que a felicidade não consiste na abundância de bens materiais.

Outro ponto que deve ser observado é que a felicidade não consiste em que, na nossa vida, tudo se realize segundo a nossa vontade. Se tudo saísse do jeito que nós queremos, antes seria para nós causa de fracasso, pois passaríamos a vida toda distraídos e iludidos, a vida chegaria ao fim e chegaríamos ao término dos nossos dias sem o conhecimento de Deus, deixando na terra o fruto de nossos esforços. Em outras palavra, a nós nada adianta viver como ricos, se quando deixamos a vida terrena saímos como mendigos, desprovidos até do próprio corpo.

A felicidade também não consiste em não ter problemas. Note-se que, na verdade, é vencendo os problemas que nos tornamos vitoriosos e, portanto, felizes por termos vencido.

Este texto poderia continuar a ponto de se tornar um livro, em face da dimensão do tema. Entretanto, para os objetivos evangelizadores do Blog Água Viva, o importante é a seguinte conclusão.



A FELICIDADE VEM DEUS. E a felicidade completa só será revelada no Paraíso, quando os perseverantes gozarão do próprio Deus, que se faz recompensa a povo fiel. Longe de Deus não há felicidade. Pode haver momentos de euforia ou de alegria, mas, passado o momento tido como “feliz”, logo a vida retorna a um emaranhado de murmurações. Quantas vezes a saída para a festa e alegre e animada e o retorno é trágico ou cheio de sentimento de culpa?

A FELICIDADE ESTÁ EM DEUS. Muito feliz é quem muito ama. E quem muito ama sofre, pois é impossível amar sem sofrer. Só é feliz quem aprende a sofrer com alegria ou, pelos menos, como resignação. Se nos é impossível sofrer com alegria, então devemos aprender a sofrer com paciência, aceitando tudo os que nos acontece, sem nunca nos revoltarmos ou acharmos que não mereceríamos este ou aquele sofrimento. Quem aprendeu a sofrer sem reclamar, aceitando de bom grado a doença, as perdas, as perseguições, a maledicência, o desprezo e o abandono, este sim encontrou o Paraíso na Terra, este sabe o que é ser feliz.

No Céu, ali onde os justos descansam, é ali que mora a eterna felicidade, onde você não vai mais sofrer. Em troca das humilhações, ofensas, deprezos e afrontas suportadas por amor a Deus, receberá uma recompensa sem limites, felicidade sem medida, pois “os olhos não viram, os ouvidos não ouviram, nem coração humano algum sentiu o que Jesus preparou para você”.

Seja feliz em Cristo, suportando com paciência as vicissitudes e o peso da Cruz, assim você pode ser feliz.

Você viu a imagem do Padre Pio ali em cima, ele nunca teve paz na vida, pois foi perseguido e tentado de todas as maneiras, sofrendo calúnias e extorsão, inclusive, dentro da própria congregação.

Você acha que a vida terrena de intenso sofrimento do Padre Pio foi infeliz? É óbvio que não, pois o sofrimento e a fé fizeram dele o grande santo que é, e que hoje desfruta da verdadeira felicidade no Céu.

Cordial abraço a todos os amigos do Grupo Água Viva.

Marcos Da Boit Suzin,
Coordenador do GO Água Viva.
marcossuzin@hotmail.com

marcos-suzin@uol.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este BLOG foi útil para você? Deixe seu testemunho! Sua opinião é muito importante para nós.