segunda-feira, 9 de julho de 2018

Dia 09 de julho, Dia de Santa Paulina, a primeira santa brasileira.



Santa Paulina do Coração Agonizante de Jesus


(Fundadora das Irmãzinhas da Imaculada Conceição)

História, Canonização e Cronografia

Amábile Visintainer, escolhida por Deus para ser fundadora da Congregação das Irmãzinhas da Imaculada Conceição, nasceu em Trento (Vigolo Vattaro) - Itália, a 16 de dezembro de 1865. Era filha de Napoleão Visintainer e Ana Pianezer.

Vindo para o Brasil com 10 anos de idade, em companhia dos pais, com eles se estabeleceu em Santa Catarina (Vígolo). Ia crescendo como boa filha: honesta, trabalhadora e mui piedosa. Nunca vira Religiosas, mas sentia grande desejo de consagrar-se a Deus.

Nas proximidades de Vígolo vivia, abandonada, uma cancerosa. No dia 12 de julho de 1890, Amábile e sua companheira de fundação, deixando a casa paterna, transportaram-se para um casebre, levando a doente, à qual passaram a servir como enfermeiras. Falecendo esta, as jovens permaneceram na mísera choupana; aí viviam como pessoas consagradas a Deus e auxiliando o próximo. Anos depois, transferiram-se para Nova Trento,onde, espiritualmente eram auxiliadas pelo Superior dos Jesuítas - padre Luís Maria Rossi. Foi este sábio e santo sacerdote o instrumento escolhido por Deus para cooperar na fundação da Congregação.

Em 1895, Dom José de Camargo Barros, então Bispo de Curitiba/PR, constatando que o plano era divino, deu-lhe a aprovação. A 7 de dezembro de 1895, Amábile e suas companheiras (Virgínia Nicolodi e Teresa Máoli), pronunciaram os votos religiosos. Amábile tomou o nome de Irmã Paulina do Coração Agonizante de Jesus; Virgínia o de Irmã Matilde da Imaculada Conceição e Tereza, o de Irmã Inês de São José.

Em 1903, Madre Paulina deixou algumas irmãs em Nova Trento e, com outras, transferiu-se para São Paulo. Fixou residência no então Asilo da Sagrada Família, à Avenida Nazaré, Bairro Ipiranga.

Em 1909, sendo eleita nova superiora geral, foi a Serva de Deus para o Asilo São Vicente, de Bragança Paulista. Aí, como simples súdita, permaneceu 8 anos, lavando e consertando a roupa dos asilados e servindo-os carinhosamente em tudo.

Em 1918, por determinação de Dom Duarte Leopoldo e Silva - Pai e protetor da Congregação, regressou ao Ipiranga, onde permaneceu até 09 de julho de 1942, data de sua morte.

Madre Paulina era irrepreensível na prática e observância dos votos religiosos - Castidade, Obediência e Pobreza. O sofrimento - físico e moral - foi companheiro inseparável de toda sua vida. Diabética, três anos antes de sua morte, foi-lhe amputado o braço direito. Gradativamente foi perdendo a vista e ficou completamente cega. Como tinha profunda compreensão do valor da Cruz, sofreu tudo com heróica resignação. Foi uma alma, acima de tudo, profundamente contemplativa, dedicando muitas horas à oração, além das prescritas. Estando já a comunidade em repouso, a veneranda fundadora, em sua cela, permanecia rezando noite adentro. Seu espírito de fé era inabalável, sua confiança em Deus ia ao extremo. Seu amor ao próximo era extraordinário: desejava atingir o mundo inteiro.

Sentia amor abrasado pelo Santo Padre e pelo triunfo da Igreja. Os sacerdotes ocupavam lugar distinto, em seu coração. Deixou 45 casas distribuídas por cinqüenta Estados do Brasil e, na paz do Senhor, levou para o céu a mirra de uma vida inteiramente sacrificada a Deus, no amor ao próximo e no exercício das mais heróicas virtudes.

Durante a vida seus belíssimos exemplos de caridade e resignação no sofrimento fizeram com que muitas irmãs deixassem o mundo e abraçassem a causa de Cristo e, tal proposta evangélica está sendo posta em prática atualmente em doze países do mundo. Após a sua morte, quis Deus glorificá-la através de muitos milagres que culminaram em cuidadosas investigações feitas e comprovadas pela Santa Sé. O Santo Padre, o Papa João Paulo II, com seu poder de infalibilidade, estará declarando-a santa no dia 19 de maio de 2002, em Roma. Os seus milagres e graças alcançados por sua intercessão mostram que, diante de Deus, Madre Paulina foi fiel ao seu projeto de vida como filha dileta do Pai.

CRONOGRAFIA
16/12/1865 - NASCIMENTO DE:

Amábile Lúcia Visintainer (Irmã Paulina do Coração Agonizante de Jesus).

Filiação: Antônio Napoleone Visintainer e Anna Pianezze

17/12/1865 - BATISMO

25/09/1875 - Partida de Vígolo Vattaro (Itália) para o Brasil. Semanas após desembarcam em Itajaí - Santa Catarina. Seguiram para Alferes que recebeu o nome de Nova Trento, formando aí um povoado, que chamaram de Vígolo e o mesmo padroeiro de Vígolo Vattaro: São Jorge. Inicia a imigração italiana no Estado de Santa Catarina.

Após o que numa das visitas do Pe. Alberto Gattone, Pároco de Brusque/SC, numa de suas visitas a Vígolo, Amábile Lúcia faz a sua primeira Santa Comunhão.

1887 - Falecimento de Anna, sua mãe. Amábile, com 22 anos, assume a tarefa de dona de casa.

1889 - Compra uma imagem de Nossa Senhora de Lourdes.

1890 - Napoleone, seu pai, casa com Maria Zamboni; Amábile tem mais tempo para o seu apostolado. Em 12 de julho, início da congregação religiosa.

1891 - Amábile adoece gravemente.

11/02/1894 - Amábile, Virgínia e Tereza, partem para a nova residência em Nova Trento.

1895 - É inaugurada a Capela de São Jorge. Em 19 de março, festa de São José é composto um "memorial", colocado abaixo de um quadro do esposo de Maria, rezado diariamente.

17/08/1895 - É dirigido ao bispo, Dom José de Camargo Barros, uma carta pedindo a aprovação da congregação. Imediatamente, a 25 de agosto sai a aprovação diocesana da "Pia União da Imaculada Conceição".

1896 - Cinco noviças recebem o hábito religioso. Agora Amábile, já Irmã Paulina, passando a ser tratada Madre Paulina, ganha novo reforço no tratamento dos doentes, órfãos e idosos.

1900 - Na passagem do século a congregação conta com 20 religiosas.

11/02/1901 - Na festa de Nossa Senhora de Lourdes, aos 24 anos de idade, a Irmã Bernardina do Bom Conselho, entrega sua alma ao Criador.

1902 - Em novembro dá-se a primeira carta circular à congregação.

1903 - No mês de julho, Madre Paulina e as Irmãs Luiza e Serafina, mais a Postulante Josefina Pereira Gonçalves, deixam Nova Trento. Chegando em Itajaí/SC, embarcam com destino ao porto de Santos e de trem, atingindo São Paulo instalaram-se no Ipiranga.

1905 - Foi iniciada em Bragança Paulista a Santa Casa da Misericórdia.

1909 - Aceitam dirigir a Casa de Saúde Dr. Homem de Mello, no Bairro Perdizes. Neste mesmo ano, Madre Paulina assume a Santa Casa de Misericórdia em São Carlos do Pinhal. Em maio, cumprindo ordem superior viaja para Nova Trento.

29/08/1909 - Fica determinado definitivamente a nomeação de "Congregação das Irmãzinhas da Imaculada Conceição". Nesta ocasião, com o título de Veneranda Madre Fundadora, Madre Paulina passa a residir na Santa Casa da Misericórdia de Bragança Paulista. Seu livro de cabeceira: IMITAÇÃO DE CRISTO de Tomás de Kempis.

1910 - Em julho é transferida para o novo asilo São Vicente de Paulo.

1911 - Falecimento de seu pai Antônio Napoleone Visinteiner.

22/07/1917 - Falece Madre Matilde.

1918 - Madre Paulina volta a residir na Casa Mãe da Congregação, no Ipiranga.

1931 - Aos 52 anos de idade falece Madre Vicência.

1933 - O Santo Padre Pio XI, concede aprovação e o Decreto de Louvor à Congregação.

1938 - Com a saúde agravada pela diabetes sofre amputação de um dedo da mão direita, dias após o braço inteiro.

12/07/1940 - A Congregação festeja o seu Jubileu (50 anos). Já então com 325 Irmãzinhas e 39 casas espalhadas pelo Brasil.

1941 - Assumem o Colégio São José em Itajaí/SC. Destaque para as Irmãzinhas Maria de Lourdes, Carmem e Ester, educadoras extraordinárias.

08/07/1942 - A Veneranda Madre Fundadora, Paulina, entra em pré-agonia e no dia seguinte, 09 de julho, aos 77 anos de idade, ingressa na Pátria Celeste."




terça-feira, 3 de julho de 2018

Medalha de São Bento [Significado das letras e expressões, imagem da frente e do verso da medalha]





A Medalha de São Bento é poderosíssima contra todas as espécies de mal.

Mas você sabe o que está escrito na medalha?

Na frente, ao redor da imagem de São Bento:

- "Eius in órbitu nostro praesentia muniámur"
(Que, na hora de nossa morte, proteja-nos a sua presença.


No verso: as letras C S P B:

- "Crux Sancti Patris Benedicti" - 
    (Cruz do Santo Pai Bento)

Cruz (braço vertical): CSSML

- "Crux Sacra Sit Mihi Lux 
   (A Cruz Sagrada Seja a Minha Luz)

Cruz (braço horizontal): NDSMD

-"Non Draco Sit Mihi Dux." 
   (Não seja o dragão meu guia.)



Círculo ao redor da cruz: V R S N S M V S M Q L I V B

- "Vade Retro Satana Nunquam Suade Mihi Vana" (lateral direita, descendente)



-"Sunt Mala Quae Libas, Ipse Venena Bibas." (lateral esquerda, ascendente)


(Retira-te satanás, nunca me aconselhes coisas vãs, 
É mau o que tu me oferece, bebe tu mesmo o teu veneno.)


ORAÇÃO DE SÃO BENTO











Terço Libertador e Terço Exorcista de São Bento!

Terço Libertador de São Bento



No início reza-se: 1 Creio, 1 Pai Nosso, 1 Ave Maria

Nas contas do Pai Nosso: A cruz sagrada seja a minha luz não seja o dragão o meu guia retira-te satanás, nunca me aconselhe coisas vãs. É mal o que tu me ofereces, bebe tu mesmo do teu veneno.

Nas contas da Ave Maria reza-se: Afasta-te de mim Satanás! Pois em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo (+) que te expulso de mim, dos meus pensamentos, da minha casa e que o próprio Deus te acorrente, te jogue para bem longe, onde a mim nada poderás fazer.

No fim: Reza-se o Salve Rainha.


Terço Exorcista de São Bento

No Início: Em nome do Pai, Creio em Deus Pai, 3 Ave-Marias e 1 Pai Nosso.

Nas Dezenas:
(Ao final de cada dezena 1 Pai Nosso)
1ª  Dezena: A Cruz Sagrada seja minha luz
2ª  Dezena: Não seja o dragão meu guia
3ª  Dezena: Retira-te satanás
4ª  Dezena: Nunca me aconselhes coisas vãs
5ª  dezena: É mal o que tu me oferece, beba tu mesmo do teu veneno

Ao final: Reza-se uma Salve Rainha.
 

TERÇO LIBERTADOR DE SÃO BENTO

               
 I- Creio.... Pai Nosso.... Ave- Maria.
II- Contas do Pai Nosso
A Cruz Sagrada seja minha luz. Não seja o Dragão meu guia. Retira-te satanás. Nunca me aconselhe coisas vãs. É mau o que tu me ofereces. Bebe tu mesmo do teu veneno.
  Nas contas da Ave-Maria
Afasta-te de mim satanás. Pois é em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santoque te expulso de mim, dos meus pensamentos, da minha casa e que o próprio DEUS te acorrente, que te jogue para bem longe onde a mim nada poderás fazer.
 Salve Rainha.