sexta-feira, 28 de março de 2014

Quem crê em mim, como diz a Escritura: Do seu interior manarão rios de água viva (Jo 7,38)


Quem crê em mim, como diz a Escritura: Do seu interior manarão rios de água viva (Jo 7,38)


A experiência em Deus é sempre transformadora. Quem já teve o seu encontro pessoal com Jesus, o Filho de Deus e o Primogênito da criação (Colossenses 1,18), sabe muito bem que a vida nunca mais é a mesma. Com efeito, depois da experiência em Cristo Jesus, as coisas velhas já não importam mais, pois Ele faz novas todas as coisas, inclusive o nosso ânimo, e nos renova completamente, saciando nossa sede de Deus, nossa sede da Água Viva que jorra do Coração de Jesus.

O autor dessas breves linhas teve o privilégio de viver inúmeras experiências em Cristo Jesus no grupo de oração, nos cenáculos e nos congressos, muito embora saiba e tenha bem presente o quão é indigno dessas graças amorosamente concedidas por Jesus pelas mãos virginais de Maria.

Cada encontro com Jesus é sempre diferente, renovado, com uma surpresa nova do Espírito Santo a cada dia.

O importante é que todos saibamos que a pessoa que está unida a Cristo é uma pessoa completa e realizada, não tem sede nem fome, pois o Senhor, Deus de Misericórdia, providencia tudo, muito embora o caminho seja recheado de pedras, cruzes e espinhos. Na verdade, Jesus conduz seus seguidores por um caminho que o próprio Mestre trilhou, a fim de que seus discípulos sejam, efetivamente, a sua imagem e semelhança, tanto na dor do calvário como na glória da ressurreição.

Se as dores e os sofrimentos de Cristo também são nossos sofrimentos do dia-a-dia, guardadas, evidentemente, as devidas proporções, penso que a glória de Cristo, como ensinou o apóstolo, também nos é reservada com todo o amor e generosidade do Senhor, Nosso Deus. Em outras palavras, Jesus nos concede a cruz e, por meio dela e de Seus méritos, nos concede a glória devida por todo o amor e paciência que tivermos com os trabalhos e sofrimento da vida presente.

Mas é preciso ter sede, sede de Deus. Uma vontade de beber da fonte viva que brota do Coração de Jesus.

Entretanto, isso não é fácil de compreender.

Vamos ver na Bíblia:

“Naqueles dias, 3 o povo, sedento de água, murmurava contra Moisés e dizia: ‘Por que nos fizeste sair do Egito? Foi para nos fazer morrer de sede, a nós, nossos filhos e nosso gado?’ 4 Moisés clamou ao Senhor, dizendo: ‘Que farei por este povo? Por pouco não me apedrejam!’ 5O Senhor disse a Moisés: ‘Passa adiante do povo e leva contigo alguns anciãos de Israel. Toma a tua vara com que feriste o rio Nilo e vai. 6Eu estarei lá, diante de ti, sobre o rochedo, no monte Horeb. Ferirás a pedra e dela sairá água para o povo beber’. Moisés assim fez na presença dos anciãos de Israel. 7 E deu àquele lugar o nome de Massa e Meriba, por causa da disputa dos filhos de Israel e porque tentaram o Senhor, dizendo: ‘O Senhor está no meio de nós ou não?’” (Êx 17,3-7)

Aqui você percebe que o povo estava com sede e se voltou contra Moisés, tentando a Deus e duvidando, apesar de terem visto com os próprios olhos tudo o que Deus fez quando os retirou com mão poderosa do Egito, especialmente a abertura do Mar Vermelho. O povo agiu de modo errado, porém recorreu a quem, de fato, poderia fazer alguma coisa, o Profeta Moisés, que foi o grande instrumento de Deus no Antigo Testamento. O povo foi duramente repreendido, mas Deus fez brotar água da pedra, e o povo bebeu e ficou saciado.

Se a água da pedra é capaz de saciar o povo, imagine então a Água Viva que brota do Coração de Jesus!...

Vamos ver no Evangelho:

“...Naquele tempo, 5 Jesus chegou a uma cidade da Samaria, chamada Sicar, perto do terreno que Jacó tinha dado ao seu filho José. 6 Era aí que ficava o poço de Jacó. Cansado da viagem, Jesus sentou-se junto ao poço. Era por volta de meio-dia. 7 Chegou uma mulher de Samaria para tirar água. Jesus lhe disse: ‘Dá-me de beber’. 8 Os discípulos tinham ido à cidade para comprar alimentos. 9 A mulher samaritana disse então a Jesus: ‘Como é que tu, sendo judeu, pedes de beber a mim, que sou uma mulher samaritana?’ De fato, os judeus não se dão com os samaritanos. 10 Respondeu-lhe Jesus: ‘Se tu conhecesses o dom de Deus e quem é que te pede: ‘Dá-me de beber’, tu mesma lhe pedirias a ele, e ele te daria água viva’. 11 A mulher disse a Jesus: ‘Senhor, nem sequer tens balde e o poço é fundo. De onde vais tirar água viva? 12 Por acaso, és maior que nosso pai Jacó, que nos deu o poço e que dele bebeu, como também seus filhos e seus animais?’ 13 Respondeu Jesus: ‘Todo aquele que bebe desta água terá sede de novo. 14 Mas quem beber da água que eu lhe darei, esse nunca mais terá sede. E a água que eu lhe der se tornará nele uma fonte de água que jorra para a vida eterna. 15A mulher disse a Jesus: ‘Senhor, dá-me dessa água, para que eu não tenha mais sede e nem tenha de vir aqui para tirá-la’. 19b ‘Senhor, vejo que és um profeta!’ 20 Os nossos pais adoraram neste monte, mas vós dizeis que em Jerusalém é que se deve adorar’. 21Disse-lhe Jesus: ‘Acredita-me, mulher: está chegando a hora em que nem neste monte, nem em Jerusalém adorareis o Pai. 22Vós adorais o que não conheceis. Nós adoramos o que conhecemos, pois a salvação vem dos judeus. 23 Mas está chegando a hora, e é agora, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e verdade. De fato, estes são os adoradores que o Pai procura. 24 Deus é espírito, e aqueles que o adoram devem adorá-lo em espírito e verdade’. 25 A mulher disse a Jesus: ‘Sei que o Messias (que se chama Cristo) vai chegar. Quando ele vier, vai nos fazer conhecer todas as coisas’. 26 Disse-lhe Jesus: ‘Sou eu, que estou falando contigo’. 39ª Muitos samaritanos daquela cidade abraçaram a fé em Jesus. 40 Por isso, os samaritanos vieram ao encontro de Jesus e pediram que permanecesse com eles. Jesus permaneceu aí dois dias. 41E muitos outros creram por causa da sua palavra. 42 E disseram à mulher: ‘Já não cremos por causa das tuas palavras, pois nós mesmos ouvimos e sabemos que este é verdadeiramente o salvador do mundo”.

Feliz aquele que tem sede e vai a Jesus, para receber a Água Viva que brota do Coração de Cristo. Quem beber dessa Água não terá mais sede e ainda se tornará uma mananciar para todos os que cruzarem o seu caminho. Não basta beber da Água Viva, é preciso ser fonte de Água Viva para os outros também, pois Quem crê em mim, como diz a Escritura: Do seu interior manarão rios de água viva (Jo 7,38)

E você? Tem sede?

“Novamente me disse: Está pronto! Eu sou o Alfa e o Ômega, o Começo e o Fim. A quem tem sede eu darei gratuitamente de beber da fonte da água viva.” (Apocalipse 21, 6)

Então procure Jesus, a fonte de Água Viva!

“Mostrou-me então o anjo um rio de água viva resplandecente como cristal de rocha, saindo do trono de Deus e do Cordeiro. (Apocalipse 22, 1)

E lembre-se, Maria foi a primeira a beber dessa fonte maravilhosa chamada Jesus. Maria é a forma de Cristo, e Cristo é a Palavra de Deus feita carne (feita ser humano). Portanto, saiba que a Água que jorra do Coração de Jesus, originariamente, é Água que jorra do Coração Imaculado de Maria, pois Deus Pai Todo Poderoso realizou grandes coisas em Favor da Imaculada Nossa Mãe.

Jesus, Fonte de Água Viva que jorra para a Eternidade, lembrai-Vos de nós!

domingo, 23 de março de 2014

Primeiro Encontro do Movimento - TERÇO DOS HOMENS, Vacaria-RS!...

Valmir Coloniezze (primeiro à esquerda) teve a inspiração de iniciar o movimento no Bairro Jardim dos Pampas.