quinta-feira, 31 de outubro de 2013

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

terça-feira, 15 de outubro de 2013

Bem-vindo à perfeição [Perfeito é quem deixa a vontade de Deus atuar em si, ainda que pareça um desastrado para o mundo]

 


Quando a alma aprendeu a sofrer com paciência, não escolhendo entre alegrias e tristezas, mas por tudo dando graças e louvando a santidade de Deus em todas as situações, aí pode-se dizer que avançou muito em direção à perfeição. Isso não impede que ocorram embaraços diários nas situações corriqueiras, pois é vontade de Deus que seus assemelhados não sejam vistos pelo mundo, mas antes considerados uns desastrados, simplórios, gente que "não tem boca prá nada...", ingênuos, "esquisitos", etc...
Mas, quando a alma aprendeu a sofrer com alegria, bebendo afetuosamente o cálice dos destinos, sem investigar o porquê disso ou daquilo, aí sim, BEM-VINDO À PERFEIÇÃO!!!

 
 Como você percebeu, a perfeição não é de acordo com os critérios do mundo, mas de acordo com a forma como permitimos que a VONTADE DE DEUS se realize em nossas vidas. Quando maior for nossa aceitação à vontade de Deus, o que, obviamente, inclui aceitar nossos próprios defeitos, a rejeição dos outros, a saúde fraca, os medos, dúvidas, incertezas, as hostilizadades, as zombarias, as incompreensões...... (e por aí vai...), TANTO MAIOR SERÁ NOSSA SILENCIOSA E DISCRETA PERFEIÇÃO DIANTE DE DEUS...!

 
 
 
E, principalmente, a perfeição passa pela CRUZ. Quem não toma sua cruz para seguir Jesus, não O encontrará!
 
Obviamente que nesse caminho há a OBEDIÊNCIA, VIDA VIRTUOSA e um ESFORÇO DIÁRIO PARA SER BOM, isso sem falar em uma ardentíssim devoção à Virgem Maria, que foi a primeira a trilhar o caminho da perfeição, pois tinha, teve e tem Jesus dentro de si.
 
Mas é preciso deixar claro que os progressos efetivos somente são alcançados com a graça de Deus, que é abundante aos que buscam a perfeição, cientes de que "Sem Mim nada podeis fazer."
Não há perfeição maior do que as pessoas que se assemelham a Jesus, no modo de viver e na aceitação do sofrimento!