quinta-feira, 31 de maio de 2012

Mensagem do Papa Bento XVI aos Carismáticos.[Confira mensagem do papa Bento XVI aos membros da RCC]




Queridos irmãos e irmãs!

Com grande alegria saúdo-vos por ocasião do quadragésimo aniversário da Renovação no Espírito Santo, na Itália, a expressão deste grande movimento de renovação carismática que ocorre na Igreja Católica, a partir do Concílio Vaticano II. Saúdo a todos com afeto, iniciando pelo Presidente Nacional, ao qual agradeço pelas palavras bonitas, cheias do Espírito, que trouxe a mim em nome de todos vocês. Saúdo o seu Orientador Espiritual, membros da Comissão e do Conselho, coordenadores e líderes de grupos e comunidades espalhadas por toda a Itália. Que a vossa peregrinação, uma oportunidade de fazer uma pausa de oração junto ao túmulo de São Pedro, possa fortalecer a vossa fé, vos faça crescer no testemunho cristão e possibilite que vós enfrenteis sem medo, guiados pelo Espírito Santo, as tarefas desafiadoras da nova evangelização.

Tenho o prazer de encontrar-vos na véspera de Pentecostes, festa fundamental para a Igreja e tão significativa para o seu movimento, e exorto-vos a aceitar o amor de Deus que nos é comunicada através do dom do Espírito Santo, o princípio unificador da Igreja. Nessas décadas - quarenta anos – vós tendes vos esforçado para oferecer vossa contribuição específica para a propagação do Reino de Deus e a edificação da comunidade cristã, promovendo a comunhão com o Sucessor de Pedro, com os Pastores e com toda a Igreja. De maneiras diferentes vós afirmastes o primado de Deus, para quem se dirige sempre e supremamente nossa adoração. E vós tendes proposto trazer essa experiência para as novas gerações, mostrando a alegria da vida nova no Espírito, através de uma ampla variedade de obras de forção e atividades relacionadas com a nova evangelização e a missão ad gentes. Vosso trabalho apostólico tem contribuído para o crescimento da vida espiritual da sociedade e da Igreja italiana e, através de caminhos de conversão que levaram muitas pessoas para serem curadas profundamente pelo amor de Deus e muitas famílias a superarem momentos de crise. Há também em seus grupos jovens que generosamente responderam à vocação de especial da consagração a Deus, tanto no sacerdócio quanto na vida consagrada. Por tudo isto, eu vos agradeço e ao Senhor!

Queridos amigos, continuai a testemunhar a alegria da fé em Cristo, a beleza de ser discípulos de Cristo, o poder do amor que o Evangelho irradia na História, bem como a graça incomparável que cada crente pode experimentar com a prática santificadora dos sacramentos na Igreja e com o exercício de humildade e desinteressado dos carismas, que, como diz São Paulo, devem sempre ser usados para o bem comum. Não ceda à tentação da mediocridade e do hábito! Cultive na alma desejos elevados e generosos! Fazei vossos os pensamentos, sentimentos e ações de Jesus! Sim, o Senhor chama cada um de vós para ser um colaborador incansável de seu plano de salvação, que muda corações; Ele também precisa de vós para fazer de vossa famílias, comunidades e cidades lugares de amor e esperança.

Na sociedade de hoje vivemos em uma situação, em certa medida, precária, caracterizado pela insegurança e pela fragmentação das escolhas. Muitas vezes faltam pontos de referência para inspirar a própria existência. Torna-se cada vez mais importante, portanto, construir o edifício da vida e das relações sociais na rocha estável da Palavra de Deus, guiado pelo Magistério da Igreja. Este sempre leva em consideração essa afirmação de Jesus, que diz: "Quem ouve estas minhas palavras e as pratica será comparado a um homem prudente que construiu sua casa sobre a rocha. E desceu a chuva, vieram as enchentes, sopraram os ventos e deram com ímpeto contra aquela casa, mas ela não caiu, porque estava fundada sobre a rocha" (Mt 7, 24-25).

O Senhor está conosco, agindo com o poder do seu Espírito. Ele nos convida a crescer em confiança e abandono à sua vontade, na fidelidade à nossa vocação e ao compromisso de nos tornarmos adultos na fé, esperança e caridade. Adulto, segundo o Evangelho, não é aquele que não está sujeito a ninguém e não precisa de ninguém. Adulto, que o é madura e responsável, é apenas aquele que se faz pequeno, humilde servo de Deus e que simplesmente não segue os ventos do tempo. É necessário, portanto, formar as consciências à luz da Palavra de Deus e assim dá-las firmeza e verdadeira maturidade; Palavra de Deus, da qual se tira o significado e o impulso para cada projeto eclesial e humano, mesmo no que diz respeito à construção da cidade terrena (cf. Sl 127,1). Devemos renovar a alma das instituições e enriquecer a História com sementes de vida nova.

Hoje, os crentes são chamados a um testemunho convicto, sincero e confiável de fé, estreitamente unido aos esforços da caridade. Através do amor, de fato, até mesmo as pessoas distantes ou indiferentes à mensagem do Evangelho são capazes de chegar mais perto da verdade e converterem-se ao amor misericordioso de nosso Pai celestial. A este respeito, exprimo o meu apreço por aquilo que vós fazeis para difundir uma cultura de Pentecostes nos ambientes sociais, propondo uma animação espiritual em conjunto com iniciativas em favor dos que sofrem privações e marginalização. Refiro-me em particular ao vosso trabalho em favor do renascimento material e espiritual dos presos e ex-detentos, no "Centro de Excelência para a promoção da solidariedade humana Mario e Luigi Sturzo", em Caltagirone, bem como no "Centro Internacional para Família", de Nazaré, ao qual tive a alegria de abençoar a pedra fundamental. Continuai no vosso compromisso com a família, lugar indispensável de educação para o amor.

Queridos amigos da Renovação no Espírito Santo! Não vos canseis do contato com o Céu: o mundo precisa de oração. Precisamos de homens e mulheres que sentem a atração ao Céu em sua vida, que façam do louvor ao Senhor um novo estilo de vida. E sejai cristãos alegres! Confio todos vós a Maria Santíssima, presente no Cenáculo durante o evento de Pentecostes. Perseverai com ela em oração, caminhai guiados pela luz do Espírito Santo, vivendo e proclamando a mensagem de Cristo. Que vos acompanhe a minha Bênção Apostólica, que concedo carinhosamente a vós, e faço extensiva a todos os membros do Movimento e suas famílias. Obrigado!

BENEDICTUS PP. XVI

Fonte:
http://www.rccbrasil.org.br/institucional/index.php/artigos/633-confira-mensagem-do-papa-bento-xvi-aos-membros-da-rcc


 

terça-feira, 29 de maio de 2012

Os Pecados da Língua [Epístola ou Carta de São Tiago, capítulo 3]



Este é um trecho da Carta de São Tiago. Refere-se aos chamados PECADOS DA LÍNGUA.


É impressionante como é difícil ficar sem falar coisas erradas. Basta um minuto e já escapou uma palavra....

Quem conseguiria dominar sua língua e suas teclas (sim agora falamos via facebook).

Todas as minhas quedas são pela língua........

Bom proveito da leitura...

"São Tiago, 3

1. Meus irmãos, não haja muitos entre vós a se arvorar em mestres; sabeis que seremos julgados mais severamente,

2. porque todos nós caímos em muitos pontos. Se alguém não cair por palavra, este é um homem perfeito, capaz de refrear todo o seu corpo.

3. Quando pomos o freio na boca dos cavalos, para que nos obedeçam, governamos também todo o seu corpo.

4. Vede também os navios: por grandes que sejam e embora agitados por ventos impetuosos, são governados com um pequeno leme à vontade do piloto.

5. Assim também a língua é um pequeno membro, mas pode gloriar-se de grandes coisas. Considerai como uma pequena chama pode incendiar uma grande floresta!

6. Também a língua é um fogo, um mundo de iniqüidade. A língua está entre os nossos membros e contamina todo o corpo; e sendo inflamada pelo inferno, incendeia o curso da nossa vida.

7. Todas as espécies de feras selvagens, de aves, de répteis e de peixes do mar se domam e têm sido domadas pela espécie humana.

8. A língua, porém, nenhum homem a pode domar. É um mal irrequieto, cheia de veneno mortífero.

9. Com ela bendizemos o Senhor, nosso Pai, e com ela amaldiçoamos os homens, feitos à semelhança de Deus.

10. De uma mesma boca procede a bênção e a maldição. Não convém, meus irmãos, que seja assim.

11. Porventura lança uma fonte por uma mesma bica água doce e água amargosa?

12. Acaso, meus irmãos, pode a figueira dar azeitonas ou a videira dar figos? Do mesmo modo a fonte de água salobra não pode dar água doce.

13. Quem dentre vós é sábio e inteligente? Mostre com um bom proceder as suas obras repassadas de doçura e de sabedoria.

14. Mas, se tendes no coração um ciúme amargo e gosto pelas contendas, não vos glorieis, nem mintais contra a verdade.

15. Esta não é a sabedoria que vem do alto, mas é uma sabedoria terrena, humana, diabólica.

16. Onde houver ciúme e contenda, ali há também perturbação e toda espécie de vícios.

17. A sabedoria, porém, que vem de cima, é primeiramente pura, depois pacífica, condescendente, conciliadora, cheia de misericórdia e de bons frutos, sem parcialidade, nem fingimento.

18. O fruto da justiça semeia-se na paz para aqueles que praticam a paz. "



Leia mais em: http://www.bibliacatolica.com.br/01/66/3.php#ixzz1wH3XI8P5

domingo, 27 de maio de 2012

Na Língua dos Anjos - A Bênção de Orar em Línguas [Como orar em línguas? O Que significa? Como saber se oro em línguas? O que é Batismo no Espírito Santo].

Prezados amigos, quando passei a participara da Renovação Carimática Católica achei muito entranha a oração em línguas. Confesso que fiquei meio assustado. Depois comecei aos poucos. Umas pessoas de Lages/SC estiveram aqui em Vacaria/RS e nos ensinaram. A partir de então descobri a bênção que é orar em línguas, o mais comum dos dons carismáticos. O Padre Antonello Cadedu ensina que o dom de línguas é a estrada pela qual vêm todos os demais dons e carismas.

Comece devagar, não tenha pressa....

Vamos lá, concentre tua mente no Senhor, invoque o Espírito Santo e comece: laira, laira, laira, laira......

Depois outras expressões vão surgindo e dom vai se aperfeiçoando. 

Abaixo, vamos ver, ouvir e orar em línguas cantando "Na Língua dos Anjos".




Acrescento à postagem, este preciosíssimo texto do Monsenhor Jonas Abib, a respeiro da oração em línguas.

"Terça-Feira, 26 de outubro 2010


Os efeitos maravilhosos da oração em línguas

"Não dê ouvidos ao que os outros dizem a respeito do dom de orar em línguas. Prometa reservar um tempo, todos os dias, para orar em línguas pela sua ressurreição, pela ressurreição dos seus. Repita para você mesmo:

Eu preciso de ressurreição, por isso preciso orar na língua dos anjos. Eu necessito da língua no Espírito, para que esse orvalho recaia sobre mim, sobre todas as situações que me oprimem e angustiam. É o Senhor quem me dá a solução dos problemas insolúveis que eu enfrento.

E lembre-se: “Aquele que fala em línguas edifica a si mesmo” (1Cor 14,4a).

Quem ora em línguas ressuscita, reconstrói e edifica a si mesmo. Não nos desfaçamos das armas mais poderosas que temos. Tenho presenciado os efeitos maravilhosos desse orvalho do Espírito Santo sobre a vida das pessoas. Leia o testemunho de uma senhora:

'Muitas vitórias tenho conseguido no meu casamento com a oração em línguas. Diariamente, imponho as mãos sobre meu marido, dormindo. Oro por ele em línguas um longo tempo, pois sei das grandes responsabilidades que pesam sobre ele, causando-lhe um sono muito agitado. Mas tenho constatado que, quando oro em línguas por ele à noite, ele amanhece com outra disposição. O mesmo faço com meu filho, um jovem de 21 anos. Muitas vezes, vou ao seu quarto, entro bem devagarzinho, imponho-lhe as mãos e oro em línguas.'

Os jovens precisam de muita oração! Muitas vezes, palavras e conselhos não levam a nada. Mas esse orvalho que vem do Alto entra como ondas magnéticas naquele por quem oramos. E ali o divino acontece. Quando paramos de murmurar e começamos a orar, as situações mudam. A cada dia, portas se abrem para que oremos sempre mais em línguas!

(...)

Orar no Espírito sempre.

Orar no Espírito parece-nos algo tão insignificante. Mas lembremo-nos do orvalho, que também passa despercebido aos nossos olhos.Orar em línguas não satisfaz a nossa inteligência, nem os nossos sentidos. Quando cantamos ou oramos em línguas, não sentimos nada. Não acontece nada em especial no nosso intelecto. Pelo contrário, esse dom humilha a nossa inteligência.

Quando oramos assim, somos instrumentos de Deus para derramar sobre a terra esse orvalho vivificante, capaz de produzir tanta vida, a ponto de ressuscitar os mortos. Ore pelos seus filhos que lhe causam preocupações, talvez, estejam mortos nas drogas, vivendo levianamente, na prostituição. Não fique só na dor, na decepção, na revolta, porque nada será resolvido dessa maneira. Cante e reze por eles tenha certeza que o orvalho vivificante cairá sobre seus filhos para ressuscitá-los.

É necessário usar os instrumentos que Deus nos deu.
Talvez você não consiga se desvencilhar de um vício, de uma dependência, mesmo que ela seja de afeto. Se está no pecado, o Espírito Santo que está em você quer salvá-lo . É preciso que você coopere com Ele, orando e cantando em línguas. Se permitir que esse orvalho caia sobre você, verá a realização da palavra: “Teus mortos reviverão! Seus cadáveres vão se levantar!” (Is 26,19)
Não de ouvidos aos que os outros dizem a respeito do dom de línguas.

Deus abençoe você!

Monsenhor Jonas Abib

Fundador da Comunidade Canção Nova." (www.cancaonova.com.br)

Como receber esse dom?


Nós, os batizados, temos em nós a presença do Espírito Santo de uma maneira especial, isto é, pela graça do sacramento, que ‘realiza em nós aquilo que significa’. Com Ele – o Espírito -, presentes estão, certamente, todos os seus dons, todos os seus carismas... A dificuldade frequente é falta de consciência a respeito dessa realidade da presente do Espírito em nós. ‘É preciso redescobrir a presença e a ação do Espírito Santo em nós’, afirmou João Paulo II. E, de fato, durante todo o decurso de nossas vidas, Deus opera em nós para nos garantir uma ‘permanente efusão do Espírito’. Na RCC, costumamos, durante ‘Encontros de oração’ ou ‘Seminários de Vida no Espírito’, orarmos pelas pessoas para que recebam essa ‘efusão’: que o Espírito, que já está presente nelas, se revele, aqui e agora, como uma realidade viva em suas vidas. E que aquilo que até então está nelas como que de um modo potencial, num sentido quase que apenas teórico, se manifeste com uma experiência em Deus, como um encontro pessoal, íntimo, com Jesus Cristo. Com isso, aflora também em suas vidas – naquele momento ou algum tempo depois -, os carismas que o Espírito houver por bem lhes conceder de se manifestar através delas.

Não há regra, não há rito pré-determinado para se receber essa ‘efusão’, e o Espírito tem caminhos diversos e misteriosos para cada pessoa. Ajuda-nos, porém, observar alguns pontos:

I- É Jesus quem batiza no Espírito (Jo I, 29-34; At I, 5; 2,32-33). É ele quem, tendo entrado uma vez por todas no santuário do Céu, intercede sem cessar por nós, como mediador que nos garante permanentemente a efusão do Espírito Santo’ (Catecismo da Igreja Católica n. 667);

II- Creia, espere pelo cumprimento das promessas de Deus para sua vida (At I, 4-5). ‘Pela fé recebemos o Espírito Santo’ (cf. Gl 3, I 4b);

III- Queira, com docilidade, receber a bênção. ‘Quem tiver sede, venha a mim e beba’, dizia Jesus em relação ao Espírito Santo.

IV- Peça! Deus concede de Seu Espírito aos que lhe pedem (Lc 11, 9-13). ‘Com insistência fervorosa, não vos canseis de invocar, vinde Espíriro Santo’ (João Paulo II).

V- Agradeço pelo que Deus está fazendo em você, pelo Espírito. Ainda que não ‘sinta’ nada de imediato, siga com expectativa confiante e ação de graças, pois Deus é fiel em suas promessas (At 2, 38-39).

VI- ‘Saboreie essa nova experiência de Deus em sua vida. Acolha com gratidão tudo o que o Espírito lhe conceder. E, se sentir vontade de orar em línguas, basta por em momento seus órgãos vocais, como se fosse falar corretamente, mas sem escolher os fonemas que vai produzir. O que importa é a intenção que está em seu ‘coração’, não nos sons, em si...’.

VII- Persevere: ‘na doutrina dos Apóstolos, nas reuniões em comum, na fração do pão e nas orações’ (At 2, 2,42). Desfrute desse novo ‘sabor’ das coisas que Deus em sua vida...

E SAIBA! Para saber se você ora em línguas, é preciso ver se os frutos do Espírito Santo podem ser encontrados em você. Quais são os frutos do Espírito: CARIDADE, ALEGRIA, PAZ, PACIÊNCIA, AFABILIDADE, BONDADE, FIDELIDADE, BRANDURA, TEMPERANÇA. “Contra estas coisas não há lei!” (Gl. 5, 22-23). (Fonte RCC Responde: Dom de Línguas, Reinaldo Beserra dos Reis)

Por último, é preciso ser OBEDIENTE, como Jesus foi obediente ao Pai, à Mãe e seu pai adotivo São José. Um coração desobiente jamais se encherá do Espírito Santo e jamais orará em línguas.

Veja também o vídeo abaixo, em que o Padre Fortea fala sobre os dons carismáticos. É em espanhol, mas não é difícil de compreender..





------------------------------------------------------------------------------------

O que é ser batizado no Espírito Santo?
 
O que é ser batizado no Espírito Santo? Desde seu batismo, Deus está em você. O Pai, o Filho e o Espírito Santo estão em você. Mas não basta, pois é preciso que esse Deus, que está em você, venha à tona. De que adianta você ter um poço e não tirar água dele? Da mesma forma, de nada adianta Deus estar em você se Ele não se manifesta em sua vida. O batismo no Espírito Santo é isto: o Espírito, que já está em você, vem à tona. Como disse Jesus: “Do seu interior correrão rios de água viva” (Jo 7,38b).

A partir do batismo no Espírito Santo, tudo começa a mudar! “Mandas teu espírito, são criados, e assim renovas a face da terra.” (Sl 104,30)

Essa renovação da face da terra começa a partir da nossa renovação dia após dia. Essa renovação é carismática, pois é feita com as armas mais poderosas de Deus: os carismas, os dons do Espírito Santo. É só abrir o livro dos Atos dos Apóstolos e veremos quantas maravilhas!

Deus o abençoe!

Monsenhor Jonas Abib
Fundador da Comunidade Canção Nova
 
-------------------------------------------------------------------------------------
Também compartilho alguns anotações do Congresso da RCC-RS.

Congresso Estadual RCC – 2013

1) Homilia do Padre Ozeias (missa de abertura).

Deixe Deus te surpreender. Deixe Deus se manifestar. Para ver a mão de Deus, os sinais de Deus, precisamos estar atentos. Não perca tempo, Deus pode passar e você não ver. A graça de Deus passa e não volta (Santo Agostinho). Viemos aqui para aprender com Deus. Peça: “Mostra-nos, ensina-nos Senhor”. Fique atento aos sinais e saiba “quando sou fraco é que sou forte”. A força vem do Espírito Santo. Quando um grupo [de oração] é pequeno [fraco] é que por que falta batismo no Espírito Santo. Pôr a mão na cabeça das pessoas e dizer: “[nome] receba o Espírito Santo, o sopro da boca de Jesus”. É importante que, todos os dias, peçamos o Espírito Santo. Ao acordar, o primeiro cumprimento deve ser ao Espírito Santo. “Espírito Santo, o que vamos fazer junto hoje!”. Orar em línguas todos os dias, aproveitando qualquer tempo [no trânsito, nas sinaleiras, na fila do banco, na sala de espera do médico, etc..., orar baixinho, ninguém precisa ver...].
2) Pregação de KátiaRoldi Zavaris (presidente do Conselho Nacional da RCC).
Encher-se abundantemente de graça de Deus, servos e servas da RCC. O Senhor nos quer unidos. RCC é serviço, somos servos do Senhor. Discernimento é diferente de “achismo”, Deus jamais se engana, e Ele teria feito o que fosse preciso se você houvesse perguntado para Ele. Revive RCC! Nas profecias, viu-se uma imagem de Jesus soprando sobre o mapa do Brasil, sobre pequenos pontos espalhados pelo mapa. Isso significa um novo sopro do Espírito Santo sobre os grupos de oração. Revive! Ver Salmo 103, 30 (30. “Se enviais, porém, o vosso sopro, eles revivem e renovais a face da terra.”).
Tem de reviver todos os dias. Precisamos desse novo sopro. Só quem pode nos dar a experiência é o Espírito Santo. Senhor me batiza neste dia [pedir todos os dias]. O primeiro cumprimento do dia é o Espírito Santo. Ele direciona nossa vida. Se perguntar a Deus, Ele vai dizer. Fomos feitos para a glória de Deus. É um tempo novo para todos nós. O Espírito Santo é o único que pode transformar a desordem em ordem. Acredita e clama por este Espírito. O Espírito Santo é o único que pode nos ajustar à vontade de Deus, transformar o homem velho em homem novo. A RCC é a mesma. Não se afaste de graça. Somos crianças ainda dentro da história da Igreja Católica [A RCC teve início em 1967, em 2017 completará 50 anos]. Renova-te RCC!
Vamos meditar agora 2Cor 4,16 [segunta carta de São Paulo os coríntios, capítulo 4, verículo 16, “É por isso que não desfalecemos. Ainda que exteriormente se desconjunte nosso homem exterior, nosso interior renova-se de dia para dia”. No Espírito Santo rejuvenece-se. No corpo envelhece-se. Só tem jovem do Espírito Santo. Você está no auge da juventude espiritual. Dom da alegria profunda.
A identidade da RCC é o bastismo no Espírito Santo. Fazer semiários de dons, faz toda a diferença. A “pesca”deve ocorrer todas as semanas no grupo de oração. Não seja “profissional” do grupo, aquele que não prepara nada e faz tudo somente por prática.
O milagre de Deus faz a gente dar conta de tudo. Não esperar folgas, férias, aposentadoria. Escute a vontade de Deus.
Começa uma vida nova no Senhor.
Com o Batismo no Espírito Santo a pessoa entra em processo de conversão.
A gente foi se ajustando à desordem do mundo. Mas o que deve ocorrer é o contrário.
Temos de ser soldados, trabalhadores na oração. Não se ajuste à desordem do mundo.
A conversão é a resposta de quem escutou o Senhor.
Ter confiança em Deus. Entregar uma folha assinada em branco para Jesus e dizer: “Escreva o que quiser Senhor, confio na tua bondade e na tua infinita misericórdia, sei que de ti só vem o que é bom, ainda que pareça ou até mesmo seja sofrido em algumas ou muitas circuntâncias.” Ao final, nossa confiança será recompensada de modo impressionantemente generoso.
Não murmure [esse é um defeito grave]. Não se lamurie [isso não resolve nada e também é um defeito grave]. Entregue tudo nas mãos de Deus. Enfrente tudo com a oração, paciência e o silêncio. Não julgue as pessoas, coloque-as no coração de Jesus [durante a adoração].
Sempre haverá pessoas difícies no grupo. São elas que vão obrigar você a fazer o “Pequeno Caminho” de Santa Terezinha do Menino Jesus [para sabe mais a respeito, ler “História de uma Alma”ou procurar no blog http://grupo-aguaviva.blogspot.com.br/2013/08/o-pequeno-caminho-santa-teresinha-do.html.
Grupos de oração é para salvar almas, não para ser palco de exibição. Encharcar-se na graça de Deus, revestir-se de humildade e simplicidade. Nosso papel: “Resgatar Almas!” e isso é um trabalho no mais das vezes anônimo, como a graça de Deus também age discreta e imperceptivelmente na vida das pessoas.
Entregue tudo ao Senhor, não considere nada teu. Sempre seremos servos de Deus [O servo não é dono de nada, apenas presta o serviço e o Senhor pode utilizar-se do que faz o servo do modo que quiser, por isso, não espere aplausos do mundo nem reconhecimento das pessoas. Na verdade, a ingratidão, as calúnias e traições são uma prova de que Jesus está contigo e teu ministério e serviço lhe são agradáveis, pois por tudo isso passou o Senhor Jesus].
Todos os dias peça o BATISMO NO ESPÍRITO SANTO, para ti e para todos no grupo, especialmente quem veio pela primeira vez. Quem vem no grupo tem de sair cheio do Espírito Santo.
O Batismo no Espírito Santo não é um novo batismo. Batismo sacramental é só um, devidamente confirmado no Crisma. O Batistmo no Espírito Santo é para fazer a Água Viva do Batismo Sacramental vir à tona, como a perfuração de um poço artesiano. Nosso coração, pela influência das coisas do mundo, torna-se uma rocha e o Espírito Santo que nos foi concedido no batismo, fica “preso” e nossos “talentos” enterrados [é como se nunca houvéssemos sido batizados]. O Batismo no Espírito Santo rompe esta rocha, esse manto de pedra que envolve nosso coração, e aí a Água Viva do Espírito Santo vem à tona, e vem com força. É por isso que há uma diferença muito grande entre cristãos [leigos e sacerdotes] cheios do Espírito Santo e os que ainda não viveram esta experiência.
Por isso, peça, TODOS OS DIAS!!!!Batiza-me Senhor com teu Espírito e minha alma reviverá!!!!!! Peça para todas as pessoas do grupo de oração o Batismo no Espírito Santo, e esclareça bem do que se trata.
2) Ironi Spuldaro:
O que são os problemas perto de Deus?
Invocar o Espírito Santo [Tem de chamar!]. Bom dia Espírito Santo, o que vamos fazer juntos hoje!!??
Consagrar-se aos Espírito Santo todos os dias. Quem está no Espírito Santo já experimenta a vida eterna.
Bom Dia, Espírito Santo!!!! O que vamos fazer juntos hoje???
Jesus venceu a morte por nós. Creia na vida eterna.
Seja sempre humilde. Tenha simplicidade. Faça bom uso do silêncio [discernir, porém, se o silêncio não é omissão]. Não se ache a 4ª pessoa da Santíssima Trindade. O Espírito Santo faz tudo, sem Ele não fazemos nada. O grupo de oração é do Espírito Santo, não é nosso.
Ore, mesmo em silêncio, mas ore. Mas também saiba ouvir. O silêncio é importante para ouvir.
Nós evangelizamos com o silêncio, a simplicidade, o olhar, a vida virtuosa...depois vêm as palavras.
Quem confia nas pessoas afasta-se de Deus.
Clamar e pedir        “Jesus filho de Davi, tem compaixão de mim.”Bartimeu era cego, mas foi o único que “viu” [clamou e chamou, pediu ajuda, rezou, orou] Jesus.
Precisa falar com Deus. Ter uma vida de oração. Cuidar com secularismo, que acha que tudo é normal. Novela “sangue bom”? é sangue diabólico!... Sangue bom é o Sangue de Cristo!
Ter conversão. Viver a fé carismática [sem ostentação].
Servir a Deus por causa de Deus, não por causa de si.
Ser totalmente dependente do Espírito Santo. O que vamos fazer juntos hoje?
Voltar ao JEJUM. Rezar para o anjo da guarda.
Tem muito carismático que é bom para dar notícias [notícia ruim], mas quando ouve uma notícia ruim se desespera.
Não se esquecer da confissão sacramental, comunhão frequente, vida de oração, Lectio Divina (leitura orante da Bíblia) todos os dias.
Não ser cristão “Seis horas”, que vive pedindo “seis ora pra mim...”!...
Cuidar com o consumismo, comprar coisas que não precisa. Evite o orgunho, a gula. “Nunca te arrependas de ter comido pouco.”
Procure ser suave com as pessoas. Se estiver zangado, ofendido, enfesado (cuidado!). É preciso ter doçura, mas isso não significa ser ingênuo ou uma pessoa sem personalidade, não confunda simples como simplório! O equilíbrio é o bom uso da virtude da temperança (vem de tempero, saber dosar).
Pensa bem antes de dar um conselho. O que você aconselha seja você também. Do teu amigo fale bem, do teu inimigo nunca fale.
Humilidade. Joelho no chão. Escravidão ao Espírito Santo. Simplicidade!
Não seja acomodado você é um guerreiro.
Não existe qualidade de vida sem batismo no Espírito Santo. Precisamos tomar posse dessa graça do derramamento do Espírito Santo. Pedir o avivamento pelo Espírito Santo, o Senhor já está em nosso meio. Precisamos do batismo no Espírito Santo, nossa missão é incendiar a face da Terra.
Entrar pelas portas do cenáculo. A vida cristão não pode ser compreendida sem o Espírito Santo. Não pode ser fogo de palha, se tu és “fogo de palha” a culpa não é do fogo, é tua [semente lançada entre as pedras]. Qual o material que eu ofereço ao Espírito Santo? O fogo do Espírito Santo não é menos do que foi em Pentecostes. Não tente domesticar o Espírito Santo, não ofereça só papel ou palha, seja uma “lenha boa”.É preciso produzir frutos [do Espírito Santo], não ficar só consumindo os nutrientes [lembrar da parábola da figueira].
Ver para fazer. Novena da Beata Elena Guerra [um outro Cenáculo].
O Espírito Santo é inacessível para a natureza [mundo], mas é acessível pelo amor. Nada falta à alma cheia do Espírito Santo. O Espírito Santo é o hóspede da alma, sem alma somos cadáveres.
Deus é fiel, confie. Não diga não a Deus, o verdadeiro amor brota da cruz [não tenha medo de sofrer em razão dos compromisso assumidos em prol do grupo de oração, mesmo que a família “seja contra”, que “os cônjuges reclamem”, faça o que você puder, seu sacrifício será suficiente e Deus complementará o que você não puder fazer.


 




[1] Com apontamentos feitos por Marquinhos

terça-feira, 22 de maio de 2012

O Aviso da Irmã Lúcia [A Nova Eficácia do Santo Rosário]




Os últimos tempos do mundo
      A Irmã Lúcia de Fátima avisou-nos que estamos nos últimos tempos. Apresentamos aqui extratos das suas declarações ao Padre Agustín Fuentes, na última vez em que pôde falar livremente, antes de funcionários do Vaticano lhe terem dado ordem para não falar sem autorização prévia
.
«Senhor Padre, a Santíssima Virgem não me disse que estamos nos últimos tempos do mundo, mas fez-mo compreender por três razões.»

       O combate final. «A primeira razão é porque Ela disse-me que o demónio está travando uma batalha decisiva contra a Santíssima Virgem. E uma batalha decisiva é a batalha final, em que um lado será vencedor e o outro lado sofrerá uma derrota. Assim, a partir de agora devemos escolher o nosso lado. Ou somos por Deus ou somos pelo demónio. Não há outra possibilidade.»

       Os últimos remédios. «A segunda razão é porque Ela disse aos meus primos, como também a mim, que Deus está a oferecer os dois últimos remédios ao mundo. São eles o Rosário e a devoção ao Imaculado Coração de Maria. São os dois últimos remédios, o que significa que não haverá outros.»

       O pecado contra o Espírito Santo. «A terceira razão é porque, nos planos da Divina Providência, Deus esgota todos os outros remédios antes de castigar o mundo. Mas quando Ele vê que o mundo não presta qualquer atenção, então – como dizemos na nossa maneira imperfeita de falar – oferece-nos com ‘temor certo’ o último meio de salvação, a Sua Santíssima Mãe. E é com ‘temor certo’ porque, se desprezarmos e repelirmos este último meio, não teremos mais nenhum perdão do Céu, porque teremos cometido um pecado a que o Evangelho chama pecado contra o Espírito Santo. Este pecado consiste em rejeitar abertamente, com pleno conhecimento e consentimento do ato, a salvação que Ele nos oferece. Recordemos que Jesus Cristo é um Filho muito dedicado, e que não permite que ofendamos e desprezemos a Sua Santíssima Mãe. Ao longo de muitos séculos da história da Igreja, recolhemos o testemunho certo que demonstra, através dos castigos terríveis que caíram sobre os que atacaram a honra da Sua Santíssima Mãe, como Nosso Senhor Jesus Cristo sempre defendeu a honra da Sua Mãe.»

Oração e sacrifício, e o Santo Rosário

                                                     Sobre o Santo Rosário      «A Irmã Lúcia disse-me:  Os dois meios para a salvação do mundo são a oração e o sacrifício. osário, a Irmã Lúcia disse: Repare, Senhor Padre, que a Santíssima Virgem, nestes últimos tempos em que vivemos, deu uma nova eficácia à recitação do Rosário. E deu-nos esta eficácia de tal maneira que não há problema temporal ou espiritual, por mais difícil que seja, na vida pessoal de cada um de nós, das nossas famílias, das famílias do mundo ou das comunidades religiosas, ou mesmo da vida dos povos e nações, que não possa ser resolvido pelo Rosário. Não há problema, afirmo-lhe, por mais difícil que seja, que não possamos resolver rezando o Rosário.
Com o Rosário, salvar-nos-emos. Santificar-nos-emos. Consolaremos a Nosso Senhor e obteremos a salvação de muitas almas.»


Devoção ao Imaculado Coração de Maria

«Finalmente, a devoção ao Imaculado Coração de Maria, nossa Mãe Santíssima, consiste em considerá-La como fonte de misericórdia, de bondade e de perdão, e como a porta segura pela qual entraremos no Céu.»



A urgência da conversão

            «A Irmã Lúcia também me disse: Senhor Padre, não devemos esperar que venha de Roma, da parte do Santo Padre, um apelo ao mundo para fazer penitência. Nem devemos esperar que o apelo à penitência venha dos nossos Bispos nas nossas dioceses, nem das congregações religiosas. Não! Nosso Senhor já usou muitas vezes esses meios e o mundo não prestou atenção. É por isso que agora é necessário que cada um de nós comece a reformar-se espiritualmente. Cada pessoa deve não só salvar a sua alma como também todas as almas Deus lhe colocou no caminho ...»
       «O demónio faz tudo o que pode para nos distrair e nos levar o amor à oração; seremos salvos todos juntos ou seremos condenados todos juntos.»

A missão da Irmã Lúcia

       «Senhor Padre, a minha missão não é indicar ao mundo os castigos materiais que decerto virão sobre a terra, se antes o mundo não fizer oração e penitência. Não! A minha missão é indicar a todos o perigo iminente em que estamos de perder para sempre a nossa alma, se persistirmos em continuar agarrados ao pecado.»
«Ninguém presta atenção»

       «Senhor Padre, a Santíssima Virgem está muito triste por ninguém fazer caso da Sua Mensagem, nem os bons nem os maus: os bons, porque continuam no seu caminho de bondade, mas sem fazer caso desta Mensagem; os maus, porque, não vendo que o castigo de Deus já paira sobre eles por causa dos seus pecados, continuam também no seu caminho de maldade, sem fazerem caso da Mensagem. Mas creia-me, Senhor Padre, Deus vai castigar o mundo, e vai castigá-lo de uma de uma maneira tremenda. O castigo do Céu está iminente.

sábado, 5 de maio de 2012

OS FRUTOS DO ESPÍRITO SANTO - Oração Vem Hóspede Divino [Oração para pedir o Espírito Santo].


OS FRUTOS DO ESPÍRITO SANTO
“Não se perturbe o vosso coração... Eu vos enviarei o Espírito Santo da parte de meu Pai.” (João, 1ª. 15,26).
“Os frutos do Espírito são perfeições que o Espírito Santo forma em nós como primícias da glória eterna.” (CIC 1832)
“...o fruto do Espírito é caridade, alegria, paz, paciência, afabilidade, bondade, fidelidade, brandura, temperança. Contra estas coisas não há lei. Pois os que são de Jesus Cristo crucificaram a carne, com as paixões e concupiscências. Se vivemos pelo Espírito, andemos também de acordo com o Espírito.” (Gálatas 5 – 22,25)
“As virtudes humanas são disposições estáveis da inteligência e da vontade que regulam nossos atos, ordenando nossas paixões e guiando-nos segundo a razão e a fé. Podem ser agrupadas em torno de quatro virtudes cardeais: a prudência, a justiça, a fortaleza e a temperança.” (CIC 1833-1834)


CARIDADE: “A caridade é paciente, a caridade é bondosa. Não tem inveja. A caridade não é orgulhosa. Não é arrogante. Nem escandalosa. Não busca os seus próprios interesses, não se irrita, não guarda rancor. Não se alegra com a injustiça, mas se rejubila com a verdade. Tudo desculpa, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. A caridade jamais acabará.” (I Cor 13 – 4,8) SENHOR, CONCEDE-ME O FRUTO DA CARIDADE, QUE ME UNA INTIMAMENTE CONTIGO PELO AMOR.”
ALEGRIA: “Quando a mulher está para dar à luz, sofre porque veio a sua hora. Mas, depois de que deu à luz a criança, já não se lembra da aflição, por causa da alegria que sente de haver nascido um homem no mundo. Assim também vós: sem dúvida, agora estais tristes, mas hei de ver-vos outra vez, e o vosso coração se alegrará e ninguém vos tirará a vossa alegria.” (Jo 16-21,22) SENHOR, CONCEDE-ME O FRUTO DA ALEGRIA, QUE ME ENCHA DA SANTA CONSOLAÇÃO.
PAZ: “Deixo-vos a paz, dou-vos a minha paz. Não vo-la dou como o mundo a dá. Não se perturbe o vosso coração, nem se atemorize! Ouvistes que eu vos disse: ‘Vou e volto a vós. Se me amardes, certamente haveis de alegrar-vos, que vou para junto do Pai, porque o Pai é maior que Eu’.” (Jo 14-27 ss)           SENHOR CONCEDE-ME O FRUTO DA PAZ, QUE PRODUZA EM MIM A TRANQUILIDADE DA ALMA.
PACIÊNCIA: “Tende também vós paciência e fortalecei os vossos corações, porque a vinda do Senhor está próxima. Não vos queixeis uns dos outros, para que não sejais julgados. Eis que o juiz está à porta. Tomai, irmãos, por modelo de paciência e de coragem os profetas, que falaram em nome do Senhor.” (Tg 5 – 7,10) SENHOR, CONCEDE-ME O FRUTO DA PACIÊNCIA, QUE ME AJUDE A SOFRER TUDO POR AMOR A DE JESUS.”
LOGANIMIDADE: “Corramos com perseverança ao combate proposto, com o olhar fixo no autor e consumador de nossa fé, Jesus. Em vez de gozo que se lhe oferecera, ele suportou a cruz e está sentado à direita do trono de Deus.” (Hb 12-1,2) SENHOR, CONCEDE-ME O FRUTO DA LONGANIMIDADE, QUE ME FAÇA ESPERAR COM PACIÊNCIA EM QUALQUER DEMORA.”
BONDADE: “Portanto, como eleitos de Deus, santos e queridos, revesti-vos da entranhada misericórdia, de bondade, humildade, doçura, paciência. Suportai-vos uns aos outros e perdoai-vos mutuamente, toda vez que tiverdes queixa contra outrem. Como o Senhor vos perdoou, assim perdoai também vós.” (Ef. 5-9,14) SENHOR, CONCEDE-ME O FRUTO DA BONDADE, QUE ME TORNE CLEMENTE COM TODAS AS PESSOAS.”
BENIGNIDADE: “...SOIS UM Deus clemente e misericordioso, de coração grande, de muita benignidade e compaixão pelos nossos males.” (Jn 4 – 2,3) SENHOR, CONCEDE-ME O FRUTO DA BENIGNIDADE, QUE ME LEVE A SOCORRER DE BOA VONTADE AS NECESSIDADE DOS QUE SOFREM.”
MANSIDÃO: “Irmãos, se alguém for surpreendido numa falta, vós, que sois animados pelo Espírito, admoestai-o em espírito de mansidão. E tem cuidado de ti mesmo, para que não caias também em tentação! Ajudai-vos uns aos outros a carregar vossos fardos, e deste modo cumprireis a Lei de Cristo.” (Gl 6 – 1,3) SENHOR, CONCEDE-ME O FRUTO DA MANSIDÃO, QUE ME FÇA SUPORTAR COM TODA BRANDURA O QUE O PRÓXIMO TEM DE INCÔMODO.”
FIDELIDADE: “... nos gloriamos até das tribulações. Pois sabemos que a tribulação produz a paciência, a paciência produz a fidelidade e a fidelidade, comprovada, produz esperança. E a esperança não engana. Porque o amor de Deus foi derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado.” (Rm 5 – 1,6) SENHOR, CONCEDE-ME O FRUTO DA FIDELIDADE, QUE ME FAÇA PERSEVERANTE ATÉ O FIM DE MINHA VIDA TERRENA.”
MODÉSTIA: “Humilha profundamente o teu espírito, pois o fogo e o verme são o castigo da carne do ímpio. Não pratiques o mal contra uma amigo que demora em te pagar, não desprezes por causa do ouro um irmão bem-amado. Não te afastes da mulher sensata e virtuosa que te foi concedida no temor do Senhor, pois a graça de sua modéstia vale mais do que o ouro.” (Eclo 7 – 19,21) SENHOR, CONCEDE-ME O FRUTO DA MODÉSTIA, QUE REGULE TODO O MEU EXTERIOR.”
CONTINÊNCIA: “...considerando o perigo da incontinência, cada um tenha sua mulher, e cada mulher tenha seu marido. O marido cumpra seu dever para com sua esposa, e da mesma forma a esposa para com seu marido. A mulher não pode dispor de seu corpo: ele pertence ao seu marido. O marido também não pode dispor de seu corpo: ele pertence à sua esposa. Que não vos tente Satanás por vossa incontinência.” (I Cor 7 – 2,5) SENHOR, CONCEDE-ME O FRUTO DA CONTINÊNCIA, QUE CONSERVE O MEU CORAÇÃO LIMPO E INOCENTE.”
CASTIDADE: “... torna-te modelo para os fiéis, no modo de falar e de viver, na caridade, na fé, na castidade.” (I Tm 4,12) “Todo batizado é chamado à castidade. O cristão ‘se vestiu de Cristo’, modelo de toda castidade.” (CIC 7 – 2,5)SENHOR, CONCEDE-ME O FRUTO DA CASTIDADE, QUE CONSERVE MINHA MENTE E O MEU ESPÍRITO PUROS.”
ORAÇÃO
VEM HÓSPEDE DIVINO
Jesus, pela Autoridade que recebeste de Deus Pai e pelo poder do Teu Sangue Redentor derramado na Cruz eu expulso agora, de mim e da minha família, todo o mal.

Em Teu Nome, eu corto e desligo definitivamente do meu corpo, da minha mente e da minha alma, todos os laços negativos que ainda me prendem às lembranças, traumas, mágoas, vícios e acontecimentos dolorosos do passado. Com muita Fé eu clamo, Jesus, derrama sobre mim e minha casa a plenitude do Teu Espírito Santo com a mesma força que o derramaste em Pentecostes sobre os Teus Apóstolos reunidos com Tua Mãe, no Cenáculo. Como eles, eu também me abro e me abandono à ação deste Hóspede Adorável e Divino.
Deste momento em diante e para sempre, Jesus, seja o Teu Espírito Consolador a fortaleza de minha fraqueza diante das dificuldades deste mundo. Seja o Teu Espírito Intercessor o Amor puro e verdadeiro em todos os meus relacionamentos. Seja o Teu Espírito Santificador o guia e protetor dos meus passos em direção ao futuro glorioso que hoje me ofereces. Seja o Teu Espírito Criador o autor de todo louvor que sai dos meus lábios para se unir ao coro dos que Te adoram e testemunham: “vimos a Sua Glória” (Jó 1, 14), Jesus! Amém.