quinta-feira, 24 de novembro de 2011

"Noite Escura" de Madre Teresa de Calcutá - Uma Espécie de Martírio.

«Noite escura» da Madre Teresa, uma espécie de «martírio»

Segundo explica o Pe. Raniero Cantalamessa, OFM Cap.
A «noite escura» que a Madre Teresa de Calcutá viveu, documentada por um livro recém-publicado, foi uma espécie de «martírio», devido à «presença ausente» de Deus, explica o Pe. Raniero Cantalamessa, OFM Cap.

O pregador da Casa Pontifícia comentou a publicação de cartas inéditas da beata, recolhidas no livro «Madre Teresa: venha e seja minha luz» («Mother Teresa: come be my light»), publicado pelo Pe. Brian Kolodiejchuk, postulador da causa de canonização da religiosa, dez anos após seu falecimento.
Em uma de suas cartas, a Madre Teresa diz: «Há tanta contradição em minha alma: um profundo anseio de Deus, tão profundo que causa dano; um sofrimento contínuo, e com isso o sentimento de não ser querida por Deus, rejeitada, vazia, sem fé, sem amor, sem céu… O céu não significa nada para mim: parece-me um lugar vazio!».

O pregador do Papa, através das ondas da «Rádio Vaticano», declarou que «este sofrimento lacerante, provocado pelo vazio de Deus, é o sinal de que se trata de um fenômeno positivo».
«Trata-se de uma presença-ausência – acrescenta o sacerdote capuchinho: Deus está presente, mas não é experimentado.»

«Que a Madre Teresa pudesse passar horas ante o Santíssimo [na Eucaristia, ndr.], como dizem as testemunhas que a viram, quase extasiada… e que o fizesse nestas condições demonstra que é um martírio», sublinha.

«É um verdadeiro martírio, porque para quem não experimenta Deus e sente esse vazio, estar durante horas quieta ante o Santíssimo significa verdadeiramente estar entre chamas», acrescenta.

«É estranho que alguém se escandalize por estes escritos da Madre Teresa ou inclusive que pense que, quem os está publicando, tem de vencer as dúvidas de que as pessoas se escandalizem», confessa.

«Para mim, isso torna maior a figura da Madre Teresa, não a diminui», continua reconhecendo Cantalamessa. «Os ateus ‘normais’, comuns, não ficam aflitos pela ausência de Deus; mas, para a Madre Teresa, era a prova mais terrível que podia viver.»

«Creio que Madre Teresa tem verdadeiramente a estatura dos grandes da santidade cristã, precisamente por sua capacidade de esconder fenômenos, de vivê-los pessoalmente no íntimo de seu coração.»

«Talvez ela o tenha feito precisamente em expiação por esse ateísmo crescente que se dá no mundo de hoje, pois no fundo, a Madre Teresa viveu este viver como se Deus não existisse positivamente, com fé, do lado de Deus», indica.

«A noite escura, declara o Pe. Cantalamessa, é muito conhecida na tradição cristã; talvez a novidade foi a maneira em que a Madre Teresa a viveu.»

«Pois enquanto a ‘noite do espírito’, de São João da Cruz, é um período geralmente preparatório ao definitivo, que se chama ‘unitivo’, no caso de Madre Teresa parece que foi um estado estável, a partir de um certo momento de sua vida, quando começou sua grande obra de caridade, até o final.»

«Desde meu ponto de vista, este prolongamento da ‘noite’ tem também um significado para nós hoje. Creio que a Madre Teresa é a santa da era da comunicação, pois esta ‘noite do espírito’ a protegeu da possibilidade de converter-se em vítima da mídia, ou seja, de que exaltasse a si mesma.»

«De fato – conclui o frei capuchinho –, ela mesma dizia que ante as maiores honras e ante o interesse da imprensa, ela não sentia nada, porque vivia este vazio interior. Era uma espécie de escudo protetor para atravessar a era dos meios de comunicação.»

terça-feira, 15 de novembro de 2011

"Nada Temas, Porque Eu Venci o Mundo!" (Extraído da Palestra "Como o demônio penetra em nossa vida?", por Padre Rufus Pereira)



O ministério de cura e a oração de cura interior são importantes. Fico triste ao ver que, apesar de Jesus nos ter dado o segredo de uma vida neste mundo, existe tanto ódio, tanta pobreza. Não podemos culpar Jesus, porque São Pedro afirmou que Cristo ia a toda parte fazendo o bem, não ia só alimentar os pobres; a melhor coisa que o Senhor fazia era curar homens e mulheres.

Muitas vezes, as pessoas têm uma ideia errônea do Cristianismo, do mistério de Jesus Cristo. São Pedro nos diz: “Jesus foi a toda parte, a cada casa, a cada pessoa fazendo o bem”. O Senhor não fez somente um trabalho social, que é importante, mas ia a toda parte curando as pessoas que estavam sob a personificação do mal.

Devemos saber como o inimigo de Deus nos ataca. Precisamos evitar os dois extremos: de ver o demônio em tudo, culpando-o de tudo, porque também muitas coisas ruins acontecem conosco por maldade do outro; e de não acreditar nele.

É muito triste, mas os nossos problemas são muito mais com as pessoas do que com o inimigo de Deus!
Como reconhecer satanás? Em primeiro lugar, precisamos reconhecer as áreas da nossa vida que estão sob o poder de satanás. E quais são as áreas que o inimigo de Deus pode nos atacar: primeiro: a nossa vontade, porque é a parte mais importante da personalidade humana, Deus nos deu a liberdade. Porque dessa forma podemos dizer “não” ao Senhor e Ele não pode fazer nada. Somos responsáveis pelas nossas ações e podemos nos orgulhar das nossas decisões.

De que maneira o demônio influencia a nossa vontade? Com hábitos compulsivos de pecado, chamados pela psicologia de “compulsão”, nos tornamos escravos do mal e não conseguimos sair dessa situação por mais que tentemos. E aí vemos o vício às drogas, ao alcoolismo, à perversão sexual, ao abuso sexual de crianças, e isso tem se tornado uma epidemia. Há também o aborto, que é uma imitação ao ato de Herodes, que matou crianças ingênuas e inocentes.

Precisamos entregar nossas emoções ao poder do Espírito Santo.

Satanás é muito inteligente e sabe que um canal para prender o homem é pelo seu raciocínio. O maligno trabalha com os nossos jovens com as falsas religiões, com a Nova Era, deixando as mentes cativas. Só Jesus pode manter sua mente cativa.

Outra área que pode estar sob o poder do demônio são as nossas emoções. São Paulo diz: “Irai-vos, e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira. Não deis lugar ao diabo” (Efésios 4,26-27).

As pessoas fazem coisas erradas por causa da raiva; por isso São Paulo diz que podemos ficar com raiva, mas não devemos dar oportunidade ao demônio. Com frequência o maligno vai usar sua raiva para matar. As nossas emoções podem ser canais por onde o demônio nos ataca. Precisamos entregar nossas emoções ao poder do Espírito Santo.

O demônio também pode nos atacar no nosso corpo, pois há falsas enfermidades que não vêm de bactérias ou outras coisas. É comum quem vive isso dizer: “Fui ao médico e ele diz que não pode me curar porque não tenho nada”.

Da mesma forma, o inimigo de Deus pode atacar as nossas casas, os nossos quartos. Por isso é bom ter as propriedades protegidas, razão pela qual na Igreja temos o hábito de abençoar as casas.
O inimigo também pode atacar os relacionamentos, principalmente as famílias, porque é o grande desejo de satanás destruí-las.

De onde vêm os ataques? Desde nossos primeiros pais: Adão e Eva, que foram tentadas por satanás e o efeito do pecado caiu em seus filhos, então Caim matou Abel. O demônio quer atacar nossa árvore genealógica.

A outra fonte da reação demoníaca é por intermédio das pessoas ao nosso lado. Não estou falando para ficarmos desconfiados de quem nos cerca, mas precisamos ficar atentos porque o demônio pode nos querer atacar até através de membros da nossa família.

E outra opção que o inimigo usa para nos atacar somos nós mesmos. Se você buscou ajuda em outras religiões, e as pessoas fazem essas coisas porque não encontram outra solução, geralmente estão desesperadas.

Geralmente há uma fonte que o inimigo vem que não é só árvore genealógica, não só por intermédio da pessoa, mas quando as pessoas são boas o demônio as ataca. São João Maria Vianey diz que o demônio se sente incomodado com pessoas muito boas.

O demônio vai usar todos meios para entrar na vida de nossos filhos, um exemplo é pela música. Sou testemunha de que jovens, só por escutar essas músicas, foram contaminados e outros possuídos. Outro meio é por filmes. Cuidado com o que seu filho assiste, já atendi crianças possessas por causa de filme. Outro meio de contaminação é a TV. O inimigo pode nos atacar por outros meios de comunicação, até mesmo pelo e-mail. 

E os outros meios são comidas e bebidas. Quantos casos de pessoas que estão sendo afetadas pelo que comeram e beberam. Por isso, sempre abençoe o alimento e a bebida.

E outra forma de o inimigo nos atacar é por meio de presentes que recebemos. Tenho milhares de histórias de vidas destruídas por conta dos presentes recebidos. Abençoe todos presentes que você recebeu. O demônio pode nos atacar usando coisas boas, até mesmo através do objeto religioso.

Quando vamos a santuários há pessoas que vendem rosários e outras coisas. Eu nunca diria isso se não visse o caso: mesmo que você compre medalhas e rosários nesses locais peça ao padre que os abençoe, porque também são fonte de contaminação.

Termino com a afirmação de São João de que o mundo está sob o poder do demônio. Mas Jesus disse: “Nada temas, porque eu venci o mundo”.


segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Qual a Consequência do Batismo no Espírito Santo - Por Monsenhor Jonas Abib.




Qual a consequência do Batismo no Espírito Santo? Esta é a consequência do Batismo no Espírito Santo: Deus começa a nos usar com uma eficácia única, eficácia divina!

Na verdade, o Espírito Santo já está em você. A questão não é de merecimento ou grau de santidade, como pensam alguns. Você recebeu o Espírito Santo em seu Batismo, em sua Crisma. Com a terra acontece a mesma coisa: no fundo dela há veios, lençóis de água. É preciso perfurá-la até atingi-los. Logo que isso acontece, a água sobe com toda a força.

Da mesma forma, para que aconteça o Batismo no Espírito Santo é preciso apenas "perfurar a rocha" que, infelizmente, se criou em cada um de nós. Quando a região onde está o Espírito Santo é atingida, Ele vem com toda a força. Foi o que aconteceu em Pentecostes.

Deus o abençoe!

Monsenhor Jonas Abib
Fundador da Comunidade Canção Nova

(Trecho do livro "O Espírito sopra onde quer" de monsenhor Jonas Abib)

sábado, 12 de novembro de 2011

Deus Escuta Nossa Oração - Por Padre Rufus Pereira.



 
Deus escuta a nossa oração
Meus queridos irmãos em Cristo. Olhamos para o evangelho como a Boa Nova e de fato S. Marcos nos fala dessa boa nova no Evangelho de hoje.
Para nós Jesus é a Boa Nova e São Marcos nos diz como isso acontece, mas essa Boa Nova pode também se tornar uma má notícia para aqueles que não creem que Jesus é o Senhor, pois pede compromisso e fé.
Jesus trabalhou publicamente por três anos, mas todos os dias foram dias intensos, de forma que os evangelistas tiveram dificuldade de relatar todos os fatos e feitos do Mestre, pois Jesus fez muito por onde andou. Relatos que nem mesmo todos os livros do mundo conseguiriam conter tudo o que Ele fez. O evangelho é o resumo da Boa Nova.
Nós lemos a Bíblia com apenas um objetivo, para crer naquilo que Jesus falou e fez.
A vida é o desejo de todo ser humano, não somente neste mundo, mas também na vida eterna. Tudo o que Jesus fez, fez para que tenhamos vida.
Foi Ele mesmo quem disse: 'Somente Eu vim para que tenhais vida e vida para sempre'. Ele é o senhor da vida.
João nos dá a chave para termos vida, para que possamos nos libertar do inimigo da vida que é a morte. Temos o dom precioso da vida apenas pelo fato de crermos, pelo dom da fé. A palavra de Deus nos conduz a fé. Só temos vida quando confiamos e acreditamos em Deus.
Podemos chamar a todos de 'cristãos' mas esse título não salva ninguém, o que faz a diferença é se nós cremos ou não cremos,foi por isso que o Evangelho foi escrito.
Deus ouve as nossas orações, Ele sempre nos ouve, eu nunca vi uma oração que não foi respondida.
Quero lhes falar de um homem que fui visitar em Bombaim, ele era alcoólatra, sua casa era suja, era um homem que não tinha vida. Rezei por Ele, pedi a Jesus a cura, e ela aconteceu.
Hoje este homem tem uma vida nova e faz o bem a outros. Com o coração agradecido a Deus ele me disse assim: “Eu agradeço a Deus por me deixar cair até as valetas de Bombaim.” Com frequência ele se encontrava jogado nas ruas, mas ele agradeceu a Deus Pai, e dizia assim: “Se eu não tivesse chegado a esse ponto eu nunca teria o conhecimento do quanto Deus Pai me ama.”
Depois Ele falava ainda: “Somente a uma pessoa eu quero agradecer, ao Meu Senhor Jesus Cristo, o Senhor das misericórdias, que me deu a última chance para que voltasse a Ele”.
A partir de então começou um grande centro de recuperação de alcoólatras, dedicado a Nossa Senhora. Ano passado o presidente da Índia deu um prêmio especial a esse grupo e a este trabalho porque era preciso levar o bem e a graça de Deus a todos os alcoólatras que assim como ele se encontram ainda num estado de desamor.

Encerro afirmando que nada é impossível para Deus e tudo é possível para aquele que crê

domingo, 6 de novembro de 2011

A Carta de Amor do Pai.





A Carta de amor do Pai

Meu filho…
Você pode não me conhecer, mas Eu sei tudo sobre você. Salmo 139:1
Eu sei quando você se senta e quando se levanta. Salmo 139:2
Eu conheço bem todos os seus caminhos. Salmo 139:3
E até os cabelos da sua cabeça são todos contados. Mateus 10:29-31
Pois você foi feito a minha imagem. Gênesis 1:27
Em mim você vive, se move e tem existido. Atos 17:28
Pois você é a minha descendência. Atos 17:28
Eu te conheci mesmo antes que você existisse. Jeremias 1:4-5
E escolhi você quando planejava a criação. Efésios 1:11-12
Você não foi um erro, pois todos os seus dias estão escritos no meu livro. Salmo 139:15-16
Eu determinei o momento exato do seu nascimento e onde você viveria. Atos 17:26
Você foi feito de forma admirável e maravilhosa. Salmo 139:14
Eu formei você no ventre da sua mãe. Salmo 139:13
E tirei você do ventre de sua mãe no dia do seu nascimento. Salmo 71:6
Eu tenho sido mal representado por aqueles que não me conhecem. João 8:41-44
Eu não estou distante e zangado, pois sou a expressão completa do amor. 1 João 4:16
E o meu desejo é derramar meu amor sobre você. 1 João 3:1
Simplesmente porque você é meu filho e Eu sou seu Pai. 1 João 3:1
Eu ofereço a você mais do que o seu pai terrestre jamais poderia oferecer. Mateus 7:11
Porque sou o Pai perfeito. Mateus 5:48
Cada bom presente que você recebe vem da minha mão. Tiago 1:17
Pois Eu sou o seu provedor e supro todas as suas necessidades. Mateus 6:31-33
Meu plano para o seu futuro tem sido sempre cheio de esperança. Jeremias 29:11
Porque Eu te amo com um amor eterno. Jeremias 31:3
Meus pensamentos sobre você são incontáves como a areia na praia. Salmo 139:17-18
E Eu me regozijo sobre você com cânticos. Sofonias 3:17
Eu nunca vou parar de fazer o bem para você. Jeremias 32:40
Porque você é meu tesouro mais precioso. Êxodo 19:5
Eu desejo te estabelecer com todo meu coração e toda minha alma. Jeremias 32:41
E quero te mostrar coisas grandes e maravilhosas. Jeremias 33:3
Se você me buscar de todo o coração, você me encontrará. Deuteronômios 4:29
Se deleite em mim e Eu darei a você os desejos do seu coração. Salmo 37:4
Pois fui Eu quem colocou esses desejos em você. Filipenses 2:13
Eu sou capaz de fazer mais por você do que podes imaginar. Efésios 3:20
Pois Eu sou o seu maior encorajador. 2 Tessalonissenses 2:16-17
Eu sou também o Pai que conforta você em todas as suas dificuldades. 2 Coríntios 1:3-4
Quando seu coração está quebrantado, Eu estou perto de você. Salmo 34:18
Como um pastor carrega um cordeiro, Eu carrego você perto do meu coração. Isaías 40:11
Um dia Eu enxugarei todas as lágrimas dos seus olhos. Apocalipse 21:3-4
E afastarei de você toda a dor que tenha sofrido nesta terra. Apocalipse 21:3-4
Eu sou o seu Pai, e Eu amo você assim como amo ao meu filho, Jesus. João 17:23
Pois em Jesus, meu amor por você é revelado. João 17:26
Ele é a representação exata do que sou. Hebreus 1:3
Ele veio para demonstrar que eu estou contigo, e não contra ti. Romanos 8:31
E também para dizer a você que Eu não estou contando os seus pecados. 2 Coríntios 5:18-19
Jesus morreu para que você e eu pudéssemos ser reconciliados. 2 Coríntios 5:18-19
Sua morte foi a expressão suprema de meu amor por você. 1 João 4:10
Eu desisti de tudo que amava para que pudesse ganhar o seu amor. Romanos 8:31-32
Se você receber o presente do meu filho Jesus, você recebe a mim. 1 João 2:23
E nada poderá separar você do meu amor outra vez. Romanos 8:38-39
Venha para casa e Eu vou fazer a maior festa que o céu já viu. Lucas 15:7
Eu sempre fui um Pai, e sempre serei Pai. Efésios 3:14-15
A minha pergunta é...Você quer ser meu filho? João 1:12-13
Eu estou esperando por você. Lucas 15:11-32 …

Com amor,

seu Pai Onipotente Deus

In http://www.facebook.com/media/set/?set=a.164855406907415.40678.157874747605481&type=3


quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Glorificar a Deus com os nossos pensamentos


Glorificar a Deus com os nossos pensamentos

“Não são carnais as armas com que lutamos. São poderosas em Deus, capazes de arrasar fortificações. Nós aniquilamos todo raciocínio e todo orgulho que se levanta contra o conhecimento de Deus, e cativamos todo pensamento e o reduzimos à obediência à Cristo” (2Cor 10, 4-5).
Muitas vezes falamos de glorificar a Deus com nossas atitudes, dando testemunho de nossa adesão à Cristo através de atos de amor, perdão e misericórdia, e de glorificá-lo com as palavras de nossos lábios, através de palavras de louvor e não de murmuração. Mas temos glorificado a Deus em nossos pensamentos?
Gostaria de atualizar para nós uma profecia em tom de exortação que nos foi dada no ano de 2007: 

“Vigia os teus pensamentos, mantém-os dobrados ao meu Senhorio, humildemente submete-os a mim, e não permitas que entre neles a divisão, a desconfiança, o julgamento, a intriga, a suspeita. Toda essa divisão não vem de mim. Os meus pensamentos são de paz, tudo aquilo que te roubar a paz, submete-o a mim e Eu agirei nessa situação específica sobre a qual pensastes. Paz, paz dentro de ti e ao teu redor. Não julgues, não critiques, não te arvores em juiz. Eu sou o Senhor”.
A confirmação nos veio através da Palavra: “Além disso, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é nobre, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, tudo o que é virtuoso e louvável, eis o que deve ocupar vossos pensamentos” (Fl 4,8-9).
Fica, portanto, a exortação do Senhor para nós, a de vigiar sobre nossos pensamentos, não julgando, não abrigando pensamentos de medo e de derrota, não tendo uma visão ruim das coisas e das pessoas, mas pedindo ao Espírito Santo para vir iluminar nossos pensamentos com o seu amor, com a sua luz, e pedindo a Jesus para lavar nossos pensamentos no seu sangue redentor para que nenhuma sugestão do maligno possa se insinuar dentro de nós. Assim, poderemos glorificar a Deus com nossos pensamentos.
Fica também como moção para nós fazermos o jejum do pensamento que não glorifica a Deus, a abstinência do pensamento mau e do julgamento, a moção de vigiarmos atentamente sobre nossos pensamentos. Não precisamos nos preocupar em julgar aos outros, pois Jesus Cristo, o Justo Juiz, porá tudo às claras. A nossa preocupação deve ser sempre a de agradar a Deus e de fazer sua vontade, a de não fazermos as coisas que criticamos no comportamento dos outros. Se estivermos ocupados lutando por nossa santidade, não teremos tempo nem disposição para nos ocupar com pensamentos ruins.
“Por isso, não julgueis antes do tempo; esperai que venha o Senhor. Ele porá às claras o que se acha escondido nas trevas. Ele manifestará as intenções dos corações. Então cada um receberá de Deus o louvor que merece” (1Cor 4, 5).
Ainda outro direcionamento que podemos tirar é o de fazermos de 2Cor 10, 4-5 a nossa oração diária para fortalecer-nos na abstinência do pensamento que não glorifica a Deus. Lembremos: as armas com que lutamos não são carnais, são espirituais, por nisso precisamos do auxílio de Deus. Tudo na nossa vida depende da graça de Deus. Que sua graça ilumine nossos pensamentos!
Maria Beatriz Spier Vargas
Secretária geral do Conselho Nacional da RCCBRASIL

terça-feira, 1 de novembro de 2011

Tempo de Despertar




Se ao menos pudesse despertar as almas que dormem nesse sono de pedra.
Se ao menos pudesse acordá-las!!!!!!
Por certo seriam gratas um dia, quem sabe!?
Mas quem poderia retirá-las deste sono letárgico?
Quem poderia interromper o repouso inoportuno destes que hibernam enquanto o combate se acirra mais e mais??

Só o Espírito poderia despertá-las!
e acometê-las de uma sede angustiante,
que só a Água Viva consegue satisfazer.

Se ao menos pudesse acordá-las!
ainda que irrompesse e as assustasse,
Por certo perceberiam,
que o mundo todo está passando,
e precisamos plantar a semente da vida,
antes que a morte chegue,
pois aí não haverá mais tempo, nenhum sequer.

Quem dera as sacudisse, essas almas todas,
como o vendaval que açoita as árvores,
deixando o fruto maduro cair.
Mas elas dormem, ainda mais, como estátuas,
inanimadas.
Não vigiam, não velam,
nada lamentam agora,
tudo que chorarão depois.

Quem poderia despertar estas almas?
Senão Aquele que renova a face da Terra.

(Marcos Suzin, 1-11-2011, 23:12)