terça-feira, 19 de julho de 2011

Frei Faustino Mattiello é homenageado - Agora a capela do Cemitério Santa Clara leve o seu nome.

Abaixo reportagem do jornal Correio Vacariense.


Agora ouça a repercussão na Rádio Fátima (www.fatima.am.br)

http://www.redesul.am.br/Noticias/Religiao/13/07/2011//81973/

"Nesta  terça-feira,12/07, às 16h, a Câmara de Vereadores através de um projeto do vereador Osnir Domingues( PP), vai prestar uma homenagem a um dos freis mais populares de Vacaria. A capela do cemitério Santa Clara agora passará a ser denominada  capela Frei Faustino Matiello.

O descerramento da placa com o seu nome vai contar com a presença do prefeito Elói Poltronieri, presidente da Câmara vereador Valdemir Lima, demais vereadores e autoridades.
Frei Faustino trabalhou por longos anos na paróquia de Fátima e se destacou por seu trabalho pastoral mas também como conselheiro familiar.


Frei Faustino
Faleceu no final da tarde do dia 8 de setembro, aos 82 anos, após três dias de hospitalização, em Vacaria.
Ingressou no Seminário São José, de Veranópolis em 1939; vestiu o hábito capuchinho em 1945; fez o noviciado em 1945, em Flores da Cunha, professando os votos religiosos em janeiro de 1946. Fez os estyudos filosóficos no Convento São Boaventura, de Marau, de 1946 a 1948, e posteriormente licenciou-se pela Faculdade de Filosofia de Ijuí (em 1972). Já os estudos teológicos foram realizados entre 1949 e 1951, nos conventos capuchinhos de Garibaldi e Porto Alegre.

Pelas mãos de Dom Cândido Maria Bampi, foi ordenado sacerdote em 23 de dezembro de 1951, ma matriz São Pedro, de Garibaldi.. De 1952 a 1957 atuou como vigário paroquial na paróquia da Luz, em |Pelotas; de 1958 a 1965 e de 1970 a 1975 esteve no Seminário São José de Veranópolis, onde foi professor e diretor espiritual, ocupando simultaneamente as funções de vigário paroquial e Assistente da Ordem Franciscana Secular (OFS). Em 1969 frequentou o Cefepal – Curso de Franciscanismo, em Petrópolis, Rio de Janeiro. Nos últimos 40 anos fez vários outros cursos, entre eles, Teologia Pastoral, Exegese Bíblica, Criatividade, Metodologia Pastotral e Religiosidade Popular e Parapsicologia.

Desde 1976 viveu a vida fraterna capuchinha como membro da Fraternidade N. Sra. de Fátima (Casa dos Missionários), em Vacaria, desempenhando as funções de vigário paroquial, orientador espiritual e confessor. Nos últimos 12 anos, desde 1987, dedicou-se à pastoral do aconselhamento.

De espírito jovial, alegre, espontâneo e bem humorado, junto com uma característica postura de humildade, sempre procurou estar a serviço das pessoas necessitadas e oprimidas pelas mais diversas debilidades, doenças e carências.
por Aldoir Santos. Fátima (Rádio Fátima AM), dia 11/07/2011 às 09:29."