segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Temos um Deus por Nós, Conosco e em Nós - Por Padre Rufus Pereira.




Queridos irmãos no Senhor Jesus, quando ouvimos as leituras da Eucaristia desse domingo, o que vem ao meu coração é que o Senhor quer mostrar seu amor para nós de forma muito profunda.

Em Atos dos Apóstolos 10,38, São Pedro diz: “Deus Pai encheu Jesus do Espírito Santo”. E que bem Jesus fez, curando todos aqueles que estavam sob o poder de satanás.

"Meu nome favorito para Deus Pai é: Deus é por nós! “Se Deus é por nós quem será contra nós?” (Romanos 8,31)"

Meu nome favorito para Jesus, é o nome que o anjo revelou a José, e que o evangelista Mateus cita em seu Evangelho: Emanuel, que significa: Deus conosco. E Jesus confirma isso em Mateus 28,20: “Eu estarei convosco sempre, até o final dos tempos!”

Jesus disse que o Espírito Santo não estaria com eles como Ele [Jesus] estava, mas estaria neles. Então, meu nome favorito para o Espírito Santo é: Deus em nós.

Portanto, temos um Deus sempre por nós, um Deus conosco e um Deus sempre em nós. O sinal que Deus deu a Igreja foi o ministério da cura interior e da libertação, porque Ele é um Deus por nós, conosco e em nós.

É com frequência que os jovens querem preencher o vácuo espiritual e emocional dentro deles. Na minha experiência tratando com dependentes químicos na Índia, acredito que os jovens não são viciados porque querem, mas porque tem um sentimento tão profundo de inferioridade, que se afundam nas drogas afim de serem alguém. É por causa da pressão, porque querem fazer o que seus 'supostos' amigos fazem, por isso eles precisam também de libertação. Com dependentes químicos é preciso oração dupla de cura interior e de libertação.

Com tudo isso quero falar do Deus da Misericórdia, de Jesus o Filho da Misericórdia e Maria a Mãe da Misericórdia, porque com a misericórdia podemos ser instrumentos efetivos da cura interior e da libertação, ela sempre será a vontade Deus.

"Maria vem nos trazer Jesus e nos dizer: 'Fazei tudo o que Ele vos disser!'"

Em 1997, o ano de Jesus Cristo, havia uma peregrinação da Renovação Carismática para a Terra Santa, 2 mil carismáticos do mundo inteiro foram. Começamos no Mar da Galileia, onde me pediram para conduzir uma oração de cura, logo após o presidente da RCC do Haiti me convidou para que eu fosse para seu país numa Convenção Carismática, não para pregar, mas para fazer uma oração de cura pela terra, pelo povo e pela Igreja do Haiti.

Era abril de 98, sábado, no monte mais alto do Haiti. Comecei a oração de cura, havia 60 mil pessoas, a maioria jovens e crianças sentadas na grama, e Jesus Sacramentado num ostensório grande que nunca tinha visto, foi trazido para o meio daquela multidão e colocado também num grande altar no palco.

Num certo momento, pedi que tocassem o solo com braço direito e, com o esquerdo estendido para o céu, consagrássemos a Deus aquela terra que estava desconsagrada por tantas práticas satânicas. De repente vi algo acontecendo, as pessoas no gramado não olhando para o ostensório, mas para uma árvore, onde viram uma luz, onde apareceu Maria. Não acreditava muito em aparições, mas eu a vi.

Não havia 6 e nem 60 pessoas, mas 60 mil pessoas vendo aquela aparição. Nisso o presidente da RCC, trouxe uma senhora no palco que trazia seu filho que nascera cego, e que na aparição foi curado, pois ele havia dito: Mãe, ali está Maria!

Quando a criança subiu no palco e me viu, levantou as mãos e olhou direto para mim, assim eu soube que o Senhor, através de Maria, havia curado sua cegueira.

No dia seguinte, domingo, último dia daquela Convenção Carismática, não passou 15 minutos da minha palestra e as pessoas olharam para a direita, na árvore, e o presidente me disse: 'Padre sinto muito, mas Maria está aparecendo de novo!'

Maria deveria aparecer só no sábado que é o dia dela, não domingo, que é o dia do Senhor, dia de seu Filho Jesus Cristo. Mas o presidente sussurrou para mim: 'O senhor esqueceu que hoje é o Domingo da Divina Misericórdia?'

Maria a Mãe da Misericórdia tinha vindo pra ser canal da Misericórdia do povo daquela terra, Ela é a mãe da misericórdia. Maria esta aparecendo em muitos lugares no mundo para dizer a mesma coisa que ela disse no casamento nas bodas de Caná: “Fazei tudo o que Ele vos disser.” (João 2,5)

Ela estava fazendo o que fez na Biblia. Maria vem nos trazer Jesus e nos dizer: “Fazei tudo o que Ele vos disser!” Amém!"

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este BLOG foi útil para você? Deixe seu testemunho! Sua opinião é muito importante para nós.