sexta-feira, 5 de novembro de 2010

A Ovelha Reencontrada - Por Padre Rufus Pereira.


"Na última homilia deste domingo na Comunidade Canção Nova, Padre Ruffus Pereira antes de iniciar a homilia deu os parabéns ao Padre Jonas e a sua equipe pelo trabalho eficiente realizado durante todo o encontro. 'Quero agradecer ao Senhor por tudo o que aconteceu neste país. Fazia seis anos que eu não vinha ao Brasil, mas pude ver quanto progresso Deus realizou nos últimos anos com relação à evangelização e também a este Centro de Evangelização!'

Quero agradecer pelo meu ministério. Houve muitos problemas, mas não me lembro de nenhum deles, eu só me lembro de todas as graças recebidas nele [ministério]. Então quero oferecer esta Eucaristia em ação de graças pelo meu ministério e por todas as graças realizadas.

Alguns anos atrás me pediram para rezar por um rapaz que estava numa clínica psiquiátrica, e quando eu cheguei lá me recordei dele. Ele era um jovem da minha paróquia. A família dele era uma das mais famosas famílias católicas de Bombaim. Ele era tido como a ovelha negra da família, e foi uma grande dor quando esta descobriu que ele era viciado em drogas; mas eles permaneceram ao lado dele. Eu fiquei muito edificado porque quando cheguei ao quarto lá estavam os pais e a noiva dele. O jovem me disse que ele tinha gastado todo o dinheiro, inclusive roubando a própria família para comprar drogas e que, naquela época, seria capaz de matar a própria mãe para conseguir dinheiro. Então rezei por ele, e ele me disse: ‘padre, eu já estou curado’, e eu falei a ele: ‘Sim, filho, você será curado no tempo de Deus’. Mas mais uma vez o Senhor me chamava a atenção do que Ele era capaz de fazer na vida daquele rapaz. Dois meses depois, ao chegar no grupo de oração da minha paróquia lá estava na primeira fila de bancos da igreja aquele jovem por quem eu tinha rezado.

Eu disse a vocês na pregação desta manhã sobre o Filho Pródigo. Quero dizer também que todas as vezes em que vamos confessar repetimos a história do filho pródigo, porque temos a coragem de nos levantar e voltar para a casa do Pai.

Uma outra vez me chamaram para rezar por um outro jovem, e é o que mais gosto de fazer, rezar por aqueles que são tidos como ovelhas perdidas. Então fui à casa desta família muito rica. Era uma mansão, entrei em cada cômodo para rezar, porém, quando parei em frente a um quarto menor, que estava todo escuro, da porta vi que lá estava o rapaz e que ele tinha lepra. Da porta mesmo rezei por ele, pois todo o medo da lepra veio ao meu coração. E mais uma vez o Senhor falava comigo: ‘Ruffus, o que Eu faria no seu lugar?’, então, me lembrei de que Jesus teve compaixão daqueles que vinham procurar por Ele, e a primeira coisa que o Senhor fazia era acolher e depois os curava.

Então, entrei no quarto e dei um sorriso àquele jovem, e ele sorriu para mim também; depois fui lhe dizendo palavras de carinho, e em seguida coloquei a mão sobre a cabeça dele e rezei por ele. Percebi que aquele jovem precisava mais de cura emocional do que física, pois se sentia rejeitado pela família.

Após alguns meses também o encontrei – no Centro de Evangelização Carismática de Bombaim – completamente curado. Não o reconheci a princípio, pois quando o vi a primeira vez seu rosto estava desfigurado, seus dedos torcidos por causa da lepra. Mas, naquele momento, eu o via na minha frente com uma nova face, e com as mãos macias e os dedos perfeitos. Encontrei este rapaz outras vezes nas quais novamente rezei por ele, pois desejava se casar, e ele se casou; depois rezei para que pudesse ter filhos, mais tarde sua mulher engravidou, então, eles me pediram para rezar novamente para que o filho fosse sadio, e nasceu sadio.

Anos depois, eu estava no maior centro de evangelização do mundo, e após minha palestra fui para o meu quarto descansar, mas do corredor ouvi o pregador e reconheci a voz, então voltei e quando cheguei lá as lágrimas rolaram dos meus olhos, porque lá estava o jovem da lepra, e agora aquele jovem era o pregador da maior casa de retiros católicos do mundo.

O filho pródigo havia voltado para a casa do Pai."



 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este BLOG foi útil para você? Deixe seu testemunho! Sua opinião é muito importante para nós.