sábado, 6 de novembro de 2010

Jesus - Deus Sempre Conosco - Por Padre Rufus Pereira.


"O livro de Gêneses diz que Deus criou o homem para um único propósito, para que ele tivesse um relacionamento pessoal com Ele.

Deus não nos criou como pessoa individualista, mas como fala o versículo 27 do capítulo 3 de Gêneses: “Deus criou o homem à sua imagem; criou-o à imagem de Deus, criou o homem e a mulher”. O homem não foi o único ser criado, mas homem e mulher, Deus constitui famílias. Então a vida da família reflete toda a intenção do propósito de Deus para a vida.

Infelizmente, no capítulo 3, vemos que o plano de Deus não foi concretizado a princípio porque Adão desobedeceu a Deus. E a palavra diz que não foi só por desobediência, mas por orgulho, essa foi a primeira fonte de mau no mundo. Adão pecou porque sua esposa Eva o levou ao pecado. Existe uma fonte do mau instalada no mundo. Esse é o ambiente em que vivemos. Essa é a fonte de pecado, foram seduzidos.

Existe uma escuridão além de mim, que a Bíblia chama de inimigo. Em hebraico a palavra inimigo significa satanás.

Deus disse que eles teriam que agüentar as conseqüências do pecado que afetou o relacionamento do casal, e a família como um todo e também o relacionamento com as pessoas que estão a sua volta. Mas o Senhor diz: "Eu ainda vos amo e vou salvar vocês, desfazendo o trabalhado feito por satanás vou enviar o Salvador".

Vemos em Gêneses a promessa de Jesus como Salvador, que se cumpriu quando Deus enviou o Espírito Santo a Maria para que ela concebesse um Filho, e a palavra que daria nome aquela criança, era a sua função, por isso o nome seria Jesus, que não é simplesmente um nome, diz sobre sua vocação, função e trabalho. Jesus em hebraico é aquele que cura, salva e libertar. Deus estava dizendo que enviaria alguém que curasse, salvasse e libertasse. Esse alguém não é alguém da terra, mas do alto o Filho de Deus. Ele traz para nós a obediência, vai carregar nossa tentação com Ele, mas nós não podemos mais pecar. O nosso Salvador não será Deus, mas um homem de Deus.

São Mateus deixa bem claro no segundo capítulo, essa pessoa Jesus será chamada Deus conosco, em hebraico Emanuel. Jesus é chamado de nomes diferentes na Bíblia, e o nome de Deus na Bíblia é amor por nós. Significa que Deus faz qualquer coisa por nós. O nome que eu mais gosto nessa tradução dos nomes de Jesus é Deus conosco. Não é um Deus que está só no céu.

O que Jesus diz no Evangelho de São Mateus, as suas últimas palavras: “Eu estarei com vocês sempre”. Jesus é Deus conosco. Ele foi a todos os lugares da Galiléia, Ele pregou a boa nova para todas as pessoas em todos os momentos.

Qual o ministério de Jesus? Em primeiro lugar dizer que Deus nos amava. Segundo, estender as mãos para mostrar a cura de Deus através do amor. Jesus proclamou a Boa Nova com seus próprios lábios. Jesus é a Boa Nova de Deus através dos braços que estendeu para curar muitas pessoas, para dizer as pessoas Deus: “Ama vocês”.

Deus quer que todos nós sejamos felizes. Como o Senhor fala em outras profecias, esqueçam o passado, olhem para frente, vejam o que posso fazer, vou dar a vocês uma nova forma de viver. E como Jesus mostrou isso? Morrendo na cruz por nós. A cruz é o símbolo do cristianismo. É por isso que todas as vezes que eu oro por cura e libertação, vocês não me ouvirão fazendo prece em voz alta, eu faço somente a seguinte oração: “Em nome do Pai, do Filho, do Espírito Santo seja curado".

Alguns anos atrás ocorreram assassinatos na Índia, 10 pessoas foram mortas. Depois de um ano conseguiram pegar as quatro pessoas que haviam matado as vítimas. Todos pertenciam a famílias ricas, e mataram por acreditarem que jamais seriam presas, mas um deles começou a dizer que havia matado essas pessoas e por causa disso a polícia conseguiu pegar todos. No final do julgamento o juiz deu a eles sentença de morte e dizia que eles eram monstros. O líder dos quatro deu um sorriso cínico e toda a Índia teve raiva deles.

Enquanto estavam presos, pessoas começaram a enviar livros para eles lerem e havia um grupo de oração que enviava livros litúrgicos para eles. O líder colocava tudo isso de lado, mas como não tinha nada para fazer começaram a ler os livros. Um deles escreveu para sua mãe contando que de todos os livros o único que ele estava interessado era a Bíblia Sagrada.

O dia da execução chegou, ele foi levado para a forca e aí foi perguntado qual era seu último desejo, ele disse: “Ler a Bíblia.” E foi dada a Bíblia para ele que abriu no Evangelho de Lucas capítulo 23. Estava escrito ali que junto com Jesus havia sido crucificado dois criminosos, e o ladrão dizia para Jesus descer da cruz, todos ouviram isso, aquele criminoso achou que Jesus descendo teria uma chance para a vida dele. Eu ouvi muita gente dizendo para você descer se és o Filho de Deus, mas como Jesus não reagia dizia palavras rudes para Jesus. Mas o outro ladrão disse: “Por que você estava abusando desse homem, ele é inocente”. E disse a seguintes palavras para Jesus: “Senhor Jesus, nos olhos das pessoas tu és criminoso, mas para mim és um homem inocente, és para mim um rei, aos olhos humanos és homem, mas para mim és Deus”. Depois disse: “Lembra-te de mim quando entrares no paraíso, porque para mim terei uma vida liberta, tu és o próprio Deus". Existe na Bíblia um ato de fé maior que este? Dizer para um pobre que ele era rei? E o que Jesus disse para ele: "Hoje mesmo, tu entrarás no paraíso".

O criminoso leu essa passagem, entregou a Bíblia, e foi enforcado. A Índia pensa que ele é o pior criminoso, mas para nós, que sabemos o que aconteceu quando ele estava indo para a forca, ele está no Reino dos céus.

Jesus quer que você decida qual lado da cruz você quer estar. Prefere ficar olhando para os problemas pedindo para Jesus soluções e vendo que nada acontece começar a usar palavras rudes contra o Senhor? Ou prefere ficar do lado esquerdo louvando a Deus pelos seus problemas, entregando tudo a Deus. São Paulo diz: “Tudo concorre para o bem daqueles que amam a Deus”.

Se a nossa fé católica diz que mesmo na tristeza temos que ser alegre, temos que praticar isso. Pela morte de Jesus na cruz somos libertos, Ele é aquele que cura. Ele não curou as pessoas depois de seu batismo, mas no momento em que foi concebido começou a exercer o ministério de cura e libertação.

Estamos vivendo num momento em que muitas pessoas estão sendo assassinadas até mesmo crianças. Jesus quando veio a terra veio como um feto no ventre de sua Mãe, e o rei Herodes quis matar Jesus bebê. O mundo está cheio de Herodes.

Na minha diocese uma mulher veio me ver e disse que precisava de cinco minutos, mas eu estava muito ocupado, pois eu estava indo em missão para estar com os padres Salesianos. Eu disse para essa senhora me procurar depois, mas ela me insistiu falei com ela.

Ela estava grávida de nove meses e nos últimos três dias, ela não conseguia sentir o movimento da criança. Ela foi ao ginecologista que não ouvindo mais a batida do coração da criança disse que ela precisava abortar a criança porque seria risco para a vida dela, e que se a criança vivesse teria problema mental. Ela foi a seis médicos famosos e todos disseram a mesma coisa.

Daí ela implorou, mas eu quero meu bebê. Eu creio que naquela hora Jesus a ouviu, então eu coloquei minhas mãos sobre a cabeça dela, mas o telefone tocou, fui atender. Ela me disse que no momento em que eu coloquei a mão nela, tudo começou a mexer dentro dela, como um “ciclone”.

Voltei e impus as mãos e comecei a orar, qual foi minha oração? Eu sempre peço ao Espírito Santo que me diga como rezar, peço a Deus para levar a esperança ao homem, e quando você não sabe como e o que orar, a Bíblia diz que o Espírito Santo reza por mim.

Eu disse: "Senhor, como tu fizestes com o João Batista no ventre de Isabel, faça também por esse bebê no ventre dessa mulher".

Não fiz a oração em voz alta, fiz mentalmente, logo que acabei, a mulher começou a falar em voz alta que o bebê estava mexendo. E eu disse para ela: “Eu tenho que sair agora, mas não levante continue orando porque esse bebê não está apenas mexendo, está pulando como João Batista, pulando de alegria.

Ela me disse duas coisas, por isso quero dizer a vocês: "Padre enquanto orava por mim, eu senti como se um espírito de morte saísse do meu ventre e fosse para minha perna". Ela não sabia que existia isso, havia um inimigo que agiu por causa de inveja na vida daquele bebê, alguém que procurou um feiticeiro para amaldiçoar aquele feto, alguém na família tentou fazer isso para ela. Ela disse que tinha consciência que o bebê estava morto, mas que tinha voltado à vida.

Sete anos mais tarde eu recebi uma ligação dessa mulher dizendo que queria encontrar comigo. Ela trouxe a criança e disse que pela manhã na escola houve distribuição de prêmios e que o garoto era o melhor em todas as matérias na escola e havia sido premiado.

Eu olhei para ele e disse: "Essa era a criança que os médicos mais famosos queriam destruir e que mesmo se nascesse teria doença mental e física”.

É isso que até mesmo o Bebê Jesus, o mesmo que fez esse milagre por aquela mãe pode fazer por nós. O primeiro milagre de Jesus não foi feito na Sinagoga em Nazaré, Ele começou a curar as pessoas ainda no ventre de sua mãe. Esse é o nosso Senhor Jesus Cristo. Somente Ele pode fazer isso."

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este BLOG foi útil para você? Deixe seu testemunho! Sua opinião é muito importante para nós.