segunda-feira, 20 de setembro de 2010

A Devoção das Três Ave-Marias


DEVOÇÃO A NOSSA SENHORA


Dos vários meios de salvação que Deus, Jesus Cristo e a Igreja, inspirada pelo Espírito Santo, colocaram ao nosso alcance, um dos mais eficazes e dos mais infalíveis ë sem dúvida a devoção à Santíssima Virgem, Mãe de Jesus Cristo, Nosso Senhor. Todos os Papas, todos os santos e santas e todos os Doutores da Igreja são unânimes em afirmar que a intercessão de Maria junto de Deus á tão verdadeira que, antes de orarmos, já a nossa prece foi atendida. Pois, como Santo Afonso Maria de Ligório afirmara: "Um servo devoto de Maria nunca perecerá." Mas é necessário perseverar com fidelidade na devoção a Nossa Senhora, sempre e até à morte. Nunca deixando de acreditar e de a ela recorrer.

A oração da Ave-Maria é muito antiga, assim como a devoção a Nossa Senhora. Desde sempre que os cristãos, na sua tradição, veneram Maria, e com razão, pois as preces e intercessões são sempre por ela atendidas com amor, e sempre segundo a vontade de Deus. Orar a Maria é por isso considerado um dos meios mais eficientes para se chegar a Jesus Cristo, nossa salvação e vida eterna, como o bom Papa João Paulo II afirmara: "de fato, se Jesus, único Mediador, é o Caminho da nossa oração, Maria, pura transparência d'Ele, mostra o Caminho." (Rosarium Virginis Mariae - § 16)

O Papa Urbano II (século xi), piedoso devoto da Virgem Mãe, também decretou no ano de 1095, que se devia rezar a oração da Ave-Maria três vezes ao dia. E ordenou também que se tocassem os sinos nas igrejas no início destes momentos, para lembrar aos fiéis a oração que iria começar. Ainda hoje, constatamos que muitas igrejas mantêm o toque tradicional das Ave-Maria.

A Virgem Maria revelou a devoção das três Ave-Matia a Matilde de Helfta, que viveu no Mosteiro de Rodardesdorf Alemanha, desde os sete anos de idade. A prece piedosa das três Ave-Maria, praticada por esta santa, foi então transmitida logo desde o sáculo xiii, através do livro Revelações, que ela deixou sobre a sua vida, expressando uma grande riqueza espiritual, e nele diz-nos que o melhor uso das mãos é para orar e escrever. No livro, Matilde narra também que nas suas preces à Virgem, pedia sempre amparo na hora da sua morte. Então, certa noite, a Virgem Maria apareceu-lhe em sonhos e tranqüilizou dizendo para rezar todos os dias três Ave Maria em louvor à Santíssima Trindade: a primeira em honra do Pai, a segunda em honra do Filho e a terceira em honra do Espírito Santo. Assim, ela asseguraria a sua hora final para a vida eterna, cheia de paz e de santa serenidade.

Nas Revelações de Santa Gertrudes, irmã de Matilde, também está escrito:

Enquanto esta santa cantava a Ave-Maria nos cantos matinais da Anunciação, viu subitamente três chamas brilhantes brotarem do Coração do Pai, do Filho e do Espírito Santo, as quais penetraram o Coração da Santíssima Virgem.

E logo escutou as seguintes palavras:

Depois do Poder do Pai, da Sabedoria do Filho e da Ternura misericordiosa do Espírito Santo, nada se aproxima do Poder, da Sabedoria e da Ternura misericordiosa de Maria.

A REVELAÇÃO DA DEVOÇÃO DAS TRÊS AVE-MARIA

Santa Matilde presenciou várias aparições de Jesus e de Maria. E apesar da sua penitência e oração, ela temia o momento da morte. Por isso rezava a Nossa Senhora pedindo-lhe que a assistisse nessa hora derradeira. Então, no ano de 1285, a Virgem Maria apareceu-lhe e consolou-a dizendo:

Sim, farei aquilo que me pedes, minha filha, porém peço-te que rezes diariamente três Ave-Maria:

Primeira Ave-Maria, para agradecer ao Pai Eterno por me ter feito onipotente no céu e na terra;

Segunda Ave-Maria, para honrar o Filho de Deus, por me ter dado tamanha ciência e sabedoria, que ultrapassa aquela de todos os santos e de todos os anjos, e por me ter dotado de tanto esplendor de poder iluminar, como o sol resplandece, todo o Paraíso;

Terceira Ave-Maria, para honrar o Espírito Santo, por ter acendido no meu coração as chamas mais ardentes do seu amor e por me ter feito bondosa e benigna, de ser, depois de Deus, a mais doce e a mais misericordiosa.

A Virgem Maria disse também depois:

Na hora da morte eu:

Estarei presente para te confortar e afastar de ti -qualquer força diabólica;

Infundirei em ti a luz da fé e do conhecimento, a fim de que a tua fé não venha a ser prejudicada pela ignorância;

Assistir-te-ei, na hora da morte, infundindo na tua alma, a suavidade do Divino Amor, a fim de que prevaleça em ti para converter toda a pena e amargura da morte em grande suavidade.

DEVOÇÃO DAS TRES AVE-MARIA

Anos depois de esta revelação ter ocorrido, Santo António de Lisboa foi pioneiro na prática da devoção das três Ave Maria e na sua transmissão a todos os que lhe estavam próximos. A sua principal vontade era a de dignificar a Imaculada Virgindade de Maria e assim manter a pureza natural e perfeita da mente, do coração, e do corpo de todos os que vivem no meio das tentações do mundo, tal como ele assim o verificou com a sua santificação.

Muitos outros também têm recebido as graças que esta devoção favorece e assim dão testemunho.

No século XVI, foi um santo franciscano, São Leonardo de Porto Maurício - grande pregador missionário e muito devoto da Virgem Maria quem contribuiu muito para a transmissão da devoção das três Ave-Maria. Ele próprio rezava esta oração de manhã e à noite em honra de Maria Imaculada, para obter a graça de evitar todos os pecados mortais. E como as suas preces eram sempre atendidas pela Virgem Maria, São Leonardo prometeu de um modo especial a salvação eterna a todos os que permanecessem fiéis a esta prática, recomendando a todos esta santa prática: ((aos piedosos e aos pecadores, aos jovens e aos velhos.»

Santo Afonso Maria de Ligório será também um dos mais convictos seguidores desta santa devoção, e engrandeceu-a entusiasticamente transmitindo-a a todos os que se cruzaram com ele. Não só a recomendava, como a tornou condição necessária para penitência a todos os que não tivessem adoptado este bom costume. Santo

Afonso Maria de Ligório aconselhou ainda de forma especial os sacerdotes e confessores a assegurarem-se de que as crianças ao seu cuidado rezassem duas vezes estas três Ave-Maria, de manhã e a noite.

No século XVIII, será o Santo Cura d'Ars quem servirá de arauto da devoção das três Ave-Marias, utilizando-a para incentivar e santificar a vida dos seus fiéis, que ao início pouco freqüentavam a missa dominical.

Assim, esta santa devoção, é benéfica para todos, inclusive para os religiosos consagrados a Deus, que certamente obterão dela muitos frutos preciosos e santificantes.

Ao longo da sua historia, são muitos os exemplos que nos demonstram quão agradável é à Mãe de Deus a de~voção das três Ave-Maria, pois obtêm-se muitas graças especiais durante a vida e principalmente na hora da morte. Sobretudo para aqueles que a rezem todos os dias, sem excepção.

AS TRES AVE-MARIA

Como Santa Matilde suplicava à Santíssima Virgem que a assistisse na hora da morte, ouviu o que Nossa Senhora lhe disse:

Sim eu o farei; mas quero que por tua parte me rezes diariamente três Ave-Maria.

Na primeira Ave-Maria, pedirás que assim como Deus Pai me elevou a um trono de glória sem igual, fazendo-me a mais poderosa no céu e na terra, assim também eu te assista na terra, para te fortificar e te afastar de todo o poder inimigo.

Na segunda Ave-Maria, pedir-me-ás que assim como o Filho de Deus me concedeu a sabedoria, em tal extremo que tenho mais conhecimento da Santissimn. Trindade que todos os santos, assim eu te assista na passagem da morte, para encher a tua alma com as luzes da fé e da verdadeira sabedoria, para que não a obscureçam as trevas do erro e da ignorância.

Na terceira Ave-Maria, pedirás que assim como o Espírito Santo me concedeu as doçuras do seu amor, e me tem feito tão amável que, depois de Deus Trindade, sou a mais doce e misericordiosa, assim eu te assista na morte, enchendo a tua alma de tal suavidade de amor divino, que toda a pena e amargura da morte se converta para ti em delícias.

MODE DE PRATICAR ESTA DEVOÇÃO

Todos os dias, rezar o seguinte:

Maria, minha Mãe; livrai-me de cair em pecado mortal!

1- Pelo Poder que te concedeu o Pai Eterno.

Rezar uma Ave-Maria.

2- Pela Sabedoria que te concedeu o Filho.

Rezar uma Ave-Maria

3- Pelo Amor que te concedeu o Espírito Santo.

Rezar uma Ave-Maria.

Esta santa oração poder-se-á rezar mais do que urna vez por dia. De acordo com vários santos, recomenda-se duas vezes por dia - de manhã e à noite.

ATO DE CONSAGRAÇÃO A NOSSA SENHORA

Com todo o meu coração Vos louvo, ó Virgem Santíssima sobre todos os anjos e santos do Paraíso, Filha do Pai Eterno, e Vos consagro a minha alma com todas as suas faculdades.

Ave-Maria, cheia de graça,

o Senhor é convosco,

bendita sois Vós entre as mulheres,

e bendito é o fruto de Vosso ventre, Jesus.

Santa Maria, Mâe de Deus,

rogai por nós pecadores,

agora e na hora da nossa morte.

Amém.

Com todo o meu coração Vos louvo, ó Virgem Santíssima sobre todos os anjos e santos do Paraíso,caríssima Mãe do Filho de Deus, e Vos consagro o meu corpo com todos os seus sentidos.

Ave-Maria...

Com todo o meu coração Vos louvo, ó Virgem Santíssima sobre todos os anjos e santos do Paraíso, caríssima Esposa do Espírito Santo, e Vos consagro o meu coração com todos os seus afetos, e Vos rogo que obtenhais da Santíssima Trindade todas as graças necessárias para a minha salvação.

Ave-Maria...
Fonte: http://www.encontrocomcristo.org.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este BLOG foi útil para você? Deixe seu testemunho! Sua opinião é muito importante para nós.