sábado, 24 de julho de 2010

E Zaqueu Subiu na Árvore!


Você já deve ter ouvido falar a respeito de Zaqueu, chefe dos publicanos e cobradores de impostos, um homem ganancioso e desonesto que vivia no tempo de Jesus. O pequenino Zaqueu enriqueceu rapidamente, porém seu patrimônio pessoal era fruto do roubo e da extorsão, além de ser um traidor do próprio povo. Zaqueu liderava um grupo de coletores de impostos que extorquia os próprios irmãos, agindo por delegação de Roma, que exercia um sangrendo domínio sobre a região. Entretanto, Zaqueu não suportava mais ser assim, arrependido, queria voltar para Deus, queria mudar de vida. Muitos de seus comandados já haviam se arrependido ao ouvir a pregação de João Batista, Zaqueu queria fazer o mesmo.

Em determinado dia, ouviu falar de Jesus, e a respeito do que Jesus fazia. Ficou sabendo a respeito das pessoas convertidas, dos doentes curados, dos cegos que agora viam, dos surdos que ouviam, dos paralíticos que andavam. E Zaqueu quis ver Jesus, quis encontrá-Lo.

Ao saber que Jesus estava nas proximidades, Zaqueu foi apressadamente ao local indicado, corria como nunca havia corrido. Porém, para sua surpresa, ao chegar onde Jesus estava, havia uma multidão em torno do Senhor, não havia como chegar a até Ele.

Baixinho, pequenino, para Zaqueu, naquelas circunstâncias, ver Jesus era impossível.

Mas ele queria muito, queria muito, queria muito ver Jesus, pois acreditava na misericórdia do Senhor. 

Sem chances, Zaqueu tentou de tudo, foi quase pisoteado pela multidão. Tentava a todo custo chegar perto de Jesus, mas não conseguia. Queria apenas dizer: "-Perdão Senhor!". Mas não conseguia chegar nem perto.

Olhou para o lado. Estava em via de desesperar-se. Num princípio de lágrimas, pôs as mãos na cabeça e puxou os próprios cabelos, angustiou-se. 

Logo adiante, por onde levava o caminho, Zaqueu viu uma árvore, com galhos ao alcance de sua minguada estatura.

Sem perder tempo, saiu em disparada.

E Zaqueu subiu na árvore!

Quando viu o Senhor aproximar-se, as lágrimas já tombavam sobre sua face, a ponto de caírem gotículas ao chão.

Incógnito para a multidão, Zaqueu não passou despercebido a Jesus, que percebeu o imenso amor e o intenso arrependimento do publicano.

Jesus eleva os olhos, com amor e bondade diz: "- Zaqueu! - Desce da árvore, pois hoje vou cear em sua casa!"

De imediato, Zaqueu acolheu Jesus e deixou-se trasnformar por Ele. Naquele dia, chegou salvação à casa de Zaqueu. A misericórdia de Deus mostrou-se maior do que todos os pecados.

--------------------------------

Você percebeu o real sentido da história que contamos acima? 

Zaqueu era um grande pecador, mas não há pecados que Deus não possa perdoar, desde que, obviamente, haja o devido arrependimento. É preciso mudar de vida.... Lembre-se, Zaqueu não só se arrependeu como fez questão de devolver o dinheiro a quem ele havia defraudado.

Porém, não é só para isso que queremos chamar a atenção. Veja como Zaqueu saiu da mesmice, do comodismo, da inação. Ele subiu na árvore, pois na situação em que estava não conseguia encontrar Jesus.

Fica agora essa mensagem a todos: Faça como Zaqueu. Faça algo a mais, "suba na árvore!".

Talvez suas orações não sejam atendidas justamente porque você está meio acomodado, só reclamando, querendo que alguma coisa lhe seja dada por acaso.

Lembre-se: E Zaqueu subiu na árvore, e chamou a atenção de Jesus para ele. Faça o mesmo. Faça algo a  mais. Reze mais. Vá mais seguidamente na missa. Reze o terço.
Talvez um retiro, um cenáculo, uma vigem a Aparecida.

 Abra mão das coisas supérfluas do mundo, e encontre Jesus.... Ele não vai decepcioná-lo (a), e ainda vai querer cear em sua casa (no seu coração)...., e levar salvação e muitas graças  à sua família.

Um forte abraço a todos.

Abaixo o vídeo Faz um Milagre em Mim....

Cante comigo: "Como Zaqueu, eu quero subir, o mais alto que eu puder, só pra te ver, olhar para Ti....





Um abraço a todos.

Grupo Água Viva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este BLOG foi útil para você? Deixe seu testemunho! Sua opinião é muito importante para nós.