sábado, 27 de fevereiro de 2010

ORAÇÃO E JEJUM - FREI SLAVKO BARBARIC




Prezados amigos do blog Água Viva. Encontrei este breve texto a respeito do jejum e da oração. Nada melhor para este período quaresmal que retormar as práticas tradicionais da Igreja Católia, entre elas o jejum. No Livro do Profeta Jonas, nos é ensinado que o jejum e a oração tem o poder de mudar o curso natural dos acontecimentos. Isso aconteceu quando Deus, que já havia decidido pela destruição de Nínive (com já havia feito em relação a Sodoma e Gomorra), mudou de idéia e resolveu preservar a cidade, em razão do jejum, oração e arrependimento de seus moradores. Você percebeu? O jejum + oração movem o coração de Deus.

Eis o texto, bom proveito.

"Oração e jejum pela paz

Na mensagem de 25 de setembro de 2001, Nossa Senhora diz:



« … rezem e jejuem para que Deus possa dar a paz a vocês … »



Rezar e jejuar pela paz foi a substância de toda a vida do Frei Slavko Barbaric, diariamente ele estava a serviço das mensagens de Nossa Senhora. No seu último livro: “Jejuar com o coração”, Frei Slavko escreveu especialmente sobre o jejum e oração pela paz. Vamos ler algumas passagens do livro:

Maria é a Rainha dos profetas

Todos os profetas pediram conversao, jejum e oração como condições para a paz. Ela nao tem nenhum meio melhor ou diferente que aqueles pelos quais os profetas pediram pela paz, isto é: conversão, oração, jejum e fé firme.

Pedindo-nos para jejuar dois dias na semana, Maria permanence na tradicao de sua nacao israelita, e lembra-nos da tradição multicentenária da Igreja Ocidental e Oriental.

Enquanto o Concílio Vaticano II pede a todos para retornar “à fonte”, nós devemos admitir que nós nao descobrimos o jejum, mas o contrário tem acontecido. Em décadas passadas, o jejum foi reduzido à medida minima possível – dois dias por ano: quarta-feura de cinzas e Sexta-feira Santa.

As aparições de Medjugorje não tem apresentado nada de novo nem revelado alguma coisa desconhecida. Ao invés disso, elas nos ajudam a aceitar o que Deus pediu através dos profetas – o que Maria fez e o próprio Jesus tem feito.

Na revelação bíblica, jejuar estar ligado com o chamado à oração e à conversão

Os profetas jejuaram antes de aceitar seu service como profetas e antes de revelacoes especiais. Indivíduos jejuaram em várias circunstancias da vida – alegria, gratidao, pesar, e pecado. Mesmo a nacao inteira jejuava em preparacao para certas festas, para ser salva de uma catastrophe ou para sair de uma catástrofe uma vez que tenham caído nela.

"(Jejum e Visões: Ex 34,27-28; Dt 9,9-11; Dn 10,1-8. Lamentacoes dos pecados: 1 Sm 7,3-6; 1 Kgs 21,20-29; Dn 9,3-5. Jejum em época de pesar: 1 Sm 31,11-13; 2 Sm 1,11-12; 1 Chr 10,11-12. Oração e jejum pela cura: 2 Sm 12,13-17. Jejum e cura interior em um experiencia de Deus: 1 Kgs 19,6-13. Jejum e perigo de guerra: 2 Chr 20,2-4; Jdt 4,12-13; 1 Mc 3,44.47; 2 Mc 13,11-12; Jon 3,4-9. Oração e jejum por uma jornada abencoada e segura: Ezr 8,21-23. Jejum depois da destruicao da guerra: Neh 1,3-4. Jejum depois de retornar à verdade de Deus: Neh 9,1-2. Jejum, Oração, Caridade e Retidao: Tob 12,8. Jejum duradouro sem pesar: Jdt 8,5-6; Lk 2,36-38. Jejum em uma situacao de perigo pessoal: Est 4,1-3.15-16,17k. Jejum nos Salmos: Ps 35,13; Ps 69,11-12; Ps 109,24-25; Sir 34,26. O significado do jejum – um novo relacionamento: Is 58,1-6; Jer 14,11-12; Zeh 7,4-5; Zeh 8,18-19. Jejum e preparacao para ouvir a palavra de Deus: Jer 36,5-7. Respondendo à palavra de Deus com jejum e oração: Bar 1,3-6. Jejum e oração como uma maneira de sair de um estado de pecado comum: Jl 1,13-14; Jl 2,12-15; Jejum de Jesus: Mt 4,1-11. Jesus fala sobre o jejum: Mt 6,16-18; Lk 18,10-14; Mt 9,14-15; Mk 2,18-20; Lk 5,33-35. Jejum e oração fortalecem a fé: Mt 17,20-21. Jejum e prece usados contra Satanás: Mk 9,25-29. Jejum e oração antes de ser enviado para o Servico: Acts 13,2-3; Acts 14,21-23. Jejum de Sao Paulo: 2 Cor 6,3-8; 2 Cor 11,25-28.)."

Jejum e Paz

A paz é o fruto do Espírito.

O mais profundo desejo do coração humano é realmente pela paz. Em tudo que fazemos, seja bom ou mau, nós procuramos paz. Quando uma pessoa ama, procura e experimenta a paz, ou mesmo quando ela odeia e quer vingança, ela procura paz. Quando ela permanece sóbria ou luta contra o vício, ela procura paz. Quando ela torna-se bêbada, ela procura paz. Quando ela luta por sua vida ou pela vida dos outros que ama, ela imagina a paz. Mesmo quando ela levanta sua mãos contra si próprios e comete o suicídio, ou mata alguém, novamente, ela procura paz. Portanto, cada decisão do homem, é, em sua essência, uma decisão pela paz. Claramente, quando o bem está sendo feito, a paz pessoal e a paz dos outros está sendo concebida. Por outro lado, quando o mau está sendo cometido, é a procura da paz de alguém às custas da paz de outros.

Olhando ainda de uma outra perspective, nós podemos ver o quão frequente nós perdemos a paz porque nós somos egocêntricos, egoístas, invejosos, ciumentos, avarentos e consumidos pelo poder e pela honra. A experiência confirma que através do jejum e oração o mau, o egoísmo e o egocentrismo são superados; o coração é aberto e amor e humildade, generosidade e bondade crescem. Assim, as verdadeiras condições para a paz são realizadas. Quem quer que tenha paz porque ele ama e perdoa, também permanece saudável espiritual e fisicamente. Ele permanece capaz de moldar sua própria vida em um modo próprio do homem, que é a mais exaltada das criaturas de Deus. Através da oração e do jejum, as necessidades humanas são também reduzidas e colocadas em proporção. Também por isso, as condições de paz junto com os relacionamentos com os outros e coisas materiais estão sendo criadas.

Por isso um equívoco vem quando o jejum é experimentado de uma maneira negativa, como uma renúncia de alguma coisa: isto é, quando seu benefício não é reconhecido no nível espiritual. Por esta razao, nao é possível falar em substituir o jejum por boas obras ou qualquer outra coisa. Neste contexto, nós podemos compreender porque a paz é sempre prometida depois da conversão e depois do jejum e oração.

É portanto, através do jejum que uma pessoa chega a compreender que elea deve lutar contra si própria. Nesta maneira, nosso subconsciente é também liberado de tudo o que nos leva a inquietação e a desordem. A alma torna-se calma e condicoes para a paz são realizadas. O seguinte texto apresenta brilhantemente uma imagem desta batalha:

“Quando um rei quer ocupar uma cidade do inimigo, ele primeiro apodera-se das fontes de água e para todo o forneciento. Quando os habitantes começam a morrer de fome e sede, eles se rendem a ele. Isto é o que acontece como com desejos físicos: quando um religioso vem contra eles com jejum e fome, os inimigos da alma perdem a força..”

A experiência claramente confirma que sem uma batalha contra os inimigos internos da paz, nao é possível chegar a paz. É por isso que o jejum é um dos meios muito tentado e testado. É também por isso que não acidentalmente, todos os profetas, junto com Jesus e depois, toda a tradição da Igreja, tem chamado o homem ao jejum e a oração, assim ele pode abrir-se à verdadeira paz. O problema é que o homem é inclinado a seguir o caminho dos falsos profetas que prometem uma paz fácil que realmente nao existe.

Jejum e Oração

Jejum, oração e boas obras sao mencionadas frequentemente por ambos judeus e cristaos. Oração não fica a frente do jejum, e boas obras, independente deles, mas como algo que liga-os de dentro. O mais complete entendimento da oração é particularmente oferecido em conexão com o jejum. Quando nós olhamos o que é ditto sobre a oração, e como ela é definida, nós podemos ver que a enfase é naturalmente mais no estado do coração e alma que no corpo, como possível expressao de oração ou da oração em geral.

A resposta para a questão, “O que é a oração?” é encontrada no Catecismo da Igreja Católica. É a definicao de Santa Teresa do Menino Jesus: “Para mim, oração é uma onda do coração; é um simples olhar virado para o Paraíso, é um grito de reconhecimento e de amor, abracando ambos a alegria e a provação” . É também a definição de São João Damasceno: “Oração é a subida da mente e do coração de alguem à Deus ou o pedido das boas coisas de Deus.”

Primariamente, a conversa com Deus como atividade espiritual é enfatizada. Todavia, há também a prática e a experiencia de que nao apenas pensamentos, conversa e atos espirituals por si só estao inclusos na oração, mas também é o corpo. A oração torna-se mais completa por meio do corpo e do movimento, que acompanha aas palavraas da oração. O corpo e seu movimento baseiam a oração tornando-a mais completa e expressiva para que ela possa mais facilmente incluir a pessoa inteira.

A unificação do corpo e da alma na oração são particularmente manifestadas em jejuar e orar. O jejum físico torna a oração mais completa. Uma pessoa que jejua reza melhor e uma pessoa que reza, jejua mais facilmente. Desta forma, a oração não permanece somente uma expressão ou palavras, mas inclue o ser humano inteiro. O jejum físico é uma admissao para Deus diante dos homens que alguem não pode fazer sozinho e necessita de ajuda. Uma pessoa experimenta sua impotência mais facilmente quando ela jejua, e por isso, por meio do jejum físico, a alma está mais aberta a Deus. Sem jejum, nossaas palavras na oração permanecem sem uma fundação verdadeira. No Velho Testamento, os crentes jejuavam e rezavam individualmente, em grupos e em várias situações da vida. Por causa disso, eles sempre experimentavam a ajuda de Deus. (Cf. Ezr 8,21-23; 2 Chr 20,12) Jesus confere uma forca especial ao jejum e a oração, especialmente na batalha contra os espíritos do mal (cf. Mk 9,29). A mesma prática é encontrada na Tradicao da Igreja Católica e mais evidente nas regras de todas as ordens e comunidades religiosas. São Bernardo escreveu sobre o relacionamento entre jejum e oração dizendo:

“Eu direi a vocês algo que voces compreenderao facilmente e que voces tem frequentes experiências, se eu nao estou errado: o jejum dar a certeza para a oração e torna-a fervorosa … Por meio da oração, a força é ganhada para jejuar e através do jejum a graça da oração. O jejum fortifica a oração e a oração fortifica o jejum, e oferece-o ao Senhor”.

Isto é claro, porque , por meio do jejum, alguem torna-se mais alerta e aberto a Deus e ao que é espiritual. Pela mesma razão, o jejum está ligado à Eucaristia. Quando uma pessoa prática a renúncia e vive por um período com pão, ela prepara-se para um encontro com o Pão Divino. Este encontro excepcional com Deus, especialmente ligado a Eucaristia, é a evidencia de como o jejum é positive em si próprio e como ele possibilita-nos realizar o objetivo fundamental da oração – o encontro da pessoa inteira com Deus, o Salvador.

Em nossa época, Gandhi é conhecido como um homem que jejuava e orava. Ele dizia: “Minha religião ensina-me que em cada aflição que não pode ser aliviada, é necessário jejuar e orar.” Embora seja conhecido que Gandhi jejuava e orava com objetivos politicos em mente, ele acreditava profundamente que somente Deus podia mudar o coração e as intenções do homem através do jejum e da oração. Ele acreditava que, com jejum e oração, o homem é purificado por dentro, e libera-se da culpa, que, ao mesmo tempo, é uma expressao da solidariedade com aqueles que sofrem.

Disto acima, deve ser concluido que o jejum e a oração são inseparáveis apenas quando o homem como um todo, composto de espírito, alma e corpo, é inseparável.

Cf: Fr. Slavko Barbarić: Fast with the heart, Centro de Informação Mir, Međugorje, 2000

Retirado do site: www.medjugorje.ws

Disponível em inglês através do link:
http://www.medjugorje.ws/en/articles/medjugorje-priests/praying-fasting-peace/"

Um forte abraço a todos.

Marcos Suzin.

2 comentários:

  1. Marcos, foi vc que traduziu este texto? Poderia utilizá-lo em nosso site www.queridosfilhos.org.br?

    Muito obrigado!

    Dário A S Mattos

    ResponderExcluir
  2. Olá Dário. Não fui eu quem traduziu o texto. Na verdade não tenho conhecimento em língua estrangeira. Entretanto, o texto publicado está de acordo com tudo o que sabe a respeito do tema. Lógico que pode haver controvérsias, mas isto é da vida.

    Fique à vontade para publicado. Seja sempre bem-vindo no blog Água Viva.

    Marcos.

    ResponderExcluir

Este BLOG foi útil para você? Deixe seu testemunho! Sua opinião é muito importante para nós.