segunda-feira, 5 de agosto de 2013

PAI - Mensagem do Dia dos Pais - Padre Fábio de Melo canta "Pai", música que ficou famosa na voz de Fábio Júnior.



Pai

Eu parei aqui e comecei a pensar;
Como uma palavra tão pequena pode significar tanto?
São apenas três letras, como uma trindade;
Três que significam tudo, o todo.

Como pode uma palavra tão simples retratar algo tão grandioso?
Tudo o que um pai é ou representa;
Como pode uma palavra aparentemente pobre em grafemas;
Retratar algo de esplendor imensurável?

Só sei que pai é como o sol e como o céu;
Apenas três letras, pois nem todo o alfabeto poderia descrevê-lo;
Nem todos os grafemas do mundo poderiam dizê-lo;
Nem todas as línguas – mortas ou vivas – poderiam sabê-lo;
E ao mesmo tempo representá-lo;
Pelo simples fato de que pai é pai.

Pai!?
Só quem é sabe o peso e a angústia;
Os tormentos, os medos a inquietação.
Só quem é sabe o impiedoso resgate que o mundo cobra;
Para não devorar seus filhos;
Ou para não levá-los por caminhos obscuros;
Que levam à morte.

Pai!?
Só quem é sabe como é penoso e, por vezes, doloroso;
Impor limites, educar, dar bons exemplos;
Ser sólido rochedo, enquanto tudo desaba;
Ser proteção inabalável, enquanto o medo avança;
Não guardar mágoas ao ser esquecido em asilos, albergues, casas de repouso;
E, mesmo assim, ser um eterno apaixonado pelos rebentos que gerou.

Pai!?
Só Deus sabe o que é ser Pai!
Só o Pai sabe como é ser Pai, Pai de verdade.
Pois a natureza não transforma o homem em pai;
Ele apenas se torna.
Na verdade, o que transforma o homem em pai é a imitação do Pai;
É o carregar diário das cruzes e dos fardos;
É a renúncia às paixões do mundo e a todas as seduções.
Ser Pai é como ser um pequeno deus, um imitador do Altíssimo;
Que, além de proporcionar tudo, sacrifica-se dia a dia;
Pratica violência contra a própria natureza;
Tendo a plena certeza que nunca será reconhecido.
Não poderá nem mesmo esperar "obrigado!";
Muito menos, "te amo!";
Pois tudo que um pai proporciona, o faz em doação;
Doação com renúncia;
Pois a ninguém é dado – nem mesmo aos pais – amar sem sofrer.

Pai!?
Três letras que dizem um pouco menos que tudo;
Um pouco mais que o todo;
Enfim, o suficiente para que o filho cresça e saiba;
Que o amor maior não pode ser mensurado pelas palavras;
Mas, representado por apenas três letras.
Pai diz tudo, sem omitir nada;
Assim como o sol e o céu.
Imensidão que se faz palavra miúda;
Para que os filhos saibam, desde pequeninos;
A chamarem: Pai! Em todos os momentos.
(De Marcos Suzin, Vacaria/RS)





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este BLOG foi útil para você? Deixe seu testemunho! Sua opinião é muito importante para nós.