quinta-feira, 12 de agosto de 2010

O Homem Moderno e o Homem Antigo.


Um dos objetivos que me levaram a criar este "blog" foi o de justamente divulgar e armazenar tudo o que aprendemos na vivência do grupo de oração. Na verdade, a mensagem que sempre deixamos é que Deus é real, concreto e atuante no mundo. Entretanto, é preciso abrir as portas do coração, é preciso ouvir quando o Senhor bate à porta, e abri-la.

Gostaria hoje de falar como o homem moderno vê a figura do Criador, bem como de compará-lo com o homem antigo, para ver se há, de fato, alguma diferença.

O homem primitivo caracterizou-se pela sua rebeldia, pela insubordinação de Adão, que quis ser como Deus, renunciando a tudo o que a Divina Providência lhe proporcionava no Paraíso. É importante que se diga que, quando se fala de Adão, não de fala de um indivíduo, de um homem único, mas de um gênero, o ser humano.
O homem moderno, o Adão contemporâneo, tem demonstrado uma rebeldia ainda maior. Não só não crê mais em Deus, como, por vezes, se coloca no lugar do Criador, manipulando a vida como se o ser humano fosse um "rato de laboratório". Outras vezes, o homem moderno ousa colocar-se no lugar de Deus, ao decidir quem vive e quem morre, como vemos em tantos crimes cometidos todos os dias, pelo mundo inteiro.
Na verdade, a diferença entre o homem moderno e o homem primitivo está na intensificação audácia, o homem moderno é mais abusado, pois o erro é sempre o mesmo. O homem, historicamente, vem cometendo sempre o mesmo erro, reiteradamente. O homem erra ao se afastar de Deus, e paga caro por esse erro, o preço da própria alma.

O homem, tanto o primitivo como o moderno, não quer saber de regras, nem de mandamentos, quer ser o seu próprio legislador, e acaba por ser escravo das leis que edita a seu bel prazer, e ainda chama isso de liberdade. Quando ouve falar de Deus, o homem moderno rapidamente faz a ligação com o passado, com a Idade Média, tachando de inferiores as pessoas que tem uma fé viva e vibrante.

É preciso despertar desta cegueira. O que é a vida senão uma passagem? O que vai ficar em nós depois que tudo passar? De que vale toda a ciência do mundo depois da morte?

Não repita o erro de Adão, coloque o Reino do Céus em primeiro lugar, e todo o restante lhe será possível. Coloque Deus como objetivo principal de sua vida, e você poderá alcançar todas as conquistas da ciência, pois na ciência não há nada de mal, salvo quando não se respeita a vida. Nada é impossível para aquele que crê, pois tudo conspira para o bem daqueles que amam a Deus.

Por último, insisto que não há incompatibilidade entre a fé e a ciência, a ciência é algo bom. Mas existe incompatibilidade em antepor as coisas deste mundo ao conhecimento de Deus, pois só o Senhor é para sempre. Tudo o que é do mundo fica no mundo, até o nosso próprio corpo. Mas o que é de Deus estará onde Deus estiver. Faça bem a sua escolha, pois é uma chance única.


Jesus Cristo, ontem, hoje e sempre o NOSSO SENHOR!!!!

Um forte abraço.

A Paz de Jesus! e o Amor de Maria!!

Ah!!!. e não deixa de assistir o vídeo abaixo, é muito bom!!!!

http://www.youtube.com/watch?v=QBcIGSsPmKQ

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este BLOG foi útil para você? Deixe seu testemunho! Sua opinião é muito importante para nós.